04/04/2014

Resenha - A Filha do Louco


Nome: A Filha do Louco
No Original: The Madman's Daughter
Autor (a): Megan Shepherd
Tradutor (a): Ivar Panazzolo Júnior
Páginas: 416
Editora: Novo Conceito
Comprar: Travessa - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.

Vez ou outra um autor atual se inspira em algum clássico para construir sua história, porém ninguém antes de Megan Shepherd se valeu do clássico da ficção-científica A Ilha do Doutor Moreau para construir sua história. Desde o lançamento estrangeiro estava ansiosa por notícias sobre a compra do livro por isso foi com ansiedade que vi a Novo Conceito adquirir o livro e com ansiedade que esperei mês a mês por ser lançamento nacional. Shepherd faz mais do que usar referências e nomes, ela cria algo fascinante que se desenvolve de forma fantástica. Conheçam A Filha do Louco.

Juliet Moreau trabalha como faxineira no hospital desde que o pai fugiu de Londres vítima de um escândalo que arruinou a reputação da família. Juliet viu a mãe sucumbir e todos os bens que restaram serem vendidos. Talvez por piedade o advogado da família a ajudou a conseguir um emprego no hospital, mas ser uma moça pobre na Londres vitoriana não é fácil. Quando num ato impulsivo Juliet rouba alguns documentos que tem certeza pertencer ao seu pai sua vida muda de novo. Ao seguir as pistas sobre os documentos Juliet encontra Montgomery, o outrora empregado da mansão Moreau é agora um belo rapaz. Magoada e irritada Juliet não pode acreditar no que Montgomery lhe conta. Seu pai está vivo. Depois da situação em que Juliet se meteu no hospital ela não tem lugar em Londres e convence Montgomery que se ele não levá-la para a tal ilha onde seu pai se encontra ela terminará trabalhando de prostituta nas ruas. O que não é de todo mentira já que estava sem opção e sem teto. A viagem é longa e exaustiva. Os animais que o navio transporta para a ilha estão irascíveis e ela estaria entediada se não fosse por Montgomery. Quando o navio está próximo da ilha os dois resgatam Edward, um náufrago, filho de coronel que estava a caminho da Austrália. A contragosto Montgomery concorda em levá-lo para a ilha. Chegando lá Juliet percebe que seu pai odiou receber um estranho na ilha, e mais ainda, que os nativos o tratam como uma espécie de Deus. Sempre trancado em seu laboratório Juliet não consegue questioná-lo sobre a verdade por trás das acusações. Quando nativos começam a aparecer mortos e os gritos vindos do laboratório se tornam impossíveis Juliet decide que está na hora de descobrir a verdade sobre o pai, a ilha e seus experimentos de uma vez por toda.

É a partir dessa premissa que a trama se desenrola e com apenas algumas exceções a narrativa flui de forma ágil, carregada pelo tom sombrio e alternando momentos visuais fortes com cenas de diálogos muito boas. Shepherd conseguiu uma história harmoniosa, que surpreende o leitor uma suas reviravoltas, nunca sendo previsível. O único momento um pouco monótono do livro foi a viagem de navio e ainda assim a autora conseguiu um pouco de ação naquela parte com as cenas finais da viagem. A ilha é um lugar sombrio e belo, com descrições bem colocadas Shepherd leva o leitor a sentir o ar úmido e sufocante da ilha, desde o calor abafado, passando por mosquitos e o silêncio sombrio. Muito boa essa ambientação.

A primeira coisa que chama atenção na história porém é a personalidade de Juliet que conquistará de a todos que procuram protagonistas fortes e resolutas. Juliet é um mistura que a vida dura moldou. Inteligente, forte, sofrida, mas que não perde os sonhos comuns e também tem um coração sombrio, capaz de coisas que assustam até ela própria. Essa característica aliada a trama funciona muito bem. Jogada no meio de uma ilha repleta de segredos a personagem nem hesita diante das escolhas difíceis que vão surgindo e o modo como seu relacionamento com Montgomery e Edward se desenvolve também foi uma prova e tanto. Com uma personagem chata essa sombra de triângulo amoroso não teria funcionado, mas funcionou. Com diálogos e cenas bem descritas a autora entrega nesse ponto o alívio para a trama sombria. Os capítulos finais foram repleto de emoções, instigante e surpreendentes. Corando a trama com um fim à altura e que deixa o leitor ansioso pelo próximo volume.

Leitura rápida, que flui de maneira natural, instigando o leitor não apenas pela trama sombria, mas pelos personagens. A escrita de Megan Shepherd é perspicaz e marcada por um tom que entende a gama de sentimentos que forma o ser humano. A autora entrega uma trama construída sob o que o ser humano tem de melhor e pior. E a ideia de usar clássicos como referência para história é brilhante. Nesse tivemos "A Ilha do Dr. Moreau" e foi perfeito, no segundo teremos "O Estranho Caso do Dr. Jekyll e do Sr. Hyde" e fechando a trilogia "Frankenstein". Mal posso esperar, isso enriquece as possibilidades e muito.

A edição da Novo Conceito está ótima, fonte confortável e capa belamente adaptada. Sem surpresas desagradáveis nesse quesito. Uma adaptação ficaria um sonho visto o cenário, os personagens e a forte referência com o clássico de H.G. Wells. Recomendado a todos que procuram uma trilogia jovem adulto forte, com universo único e inteligente, com ação, temas sombrios e bem desenvolvidos. Leiam e se surpreendam! Até mais!

Filha do Louco - Megan Shepherd
1- A Filha do Louco
2- Her Dark Curiosity
3- A Cold Legacy

24 comentários:

  1. Gosto da Novo Conceito porque ela publica livros diferentes dos que já estamos acostumados!
    Esse livro parece ser ótimo e com muitos mistérios! A capa é até legal.
    E a personagem parece ter personalidade forte! Boa resenha, Yasmin, abraços...

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, que loucura o.o , cheio de mistérios, caças e aventuras, segredos. Eu amei essa história, fiquei suuuuper curiosa! A capa já me chamava a atenção , e o nome então, me deixou bem curiosa. Mas essa resenha me deixou com muita vontade de ler esse livro e descobrir quem é realmente o pai de Juliet, as aventuras que ela passará, entender a cabeça dela que parece ser bem confusa, eu amei ! Indo agora colocar como desejado no skoob hdauhdau , beijos !

    ResponderExcluir
  3. A capa é linda e esse negócio dos clássicos é demais, não fazia ideia disso, achei que era só mais um YA de fantasia, apesar de ter gostado da capa nem ia ler, mas agora com sua resenha fiquei tentada, só to pegando trilogias novas que sei que vou gostar e só o que você falou da protagonista e das referências já bastou, amei a resenha e os detalhes, fiquei curiosa, parece um livro forte no sentido de ser muito bom! Ótima resenha em me convencer! :D Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser fantástico! Desde o início, seja pela capa, pela sinopse, eu já fiquei interessada, mesmo a inspiração em clássicos ser um pouco complicada para mim, muitas vezes eu não gosto, mas acho que vou amar este livro. Gostei muito da resenha, reforçou o que eu já estava imaginando do livro, e me deixou com ainda mais vontade de lê-lo. =)

    ResponderExcluir
  5. Acho essa capa Diva, mas esse toque sombrio não me animou muito não =(
    Boa leitura para quem vai embarcar nessa trilogia.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha. Já estava interessada no livro só pela bela capa, mas a história dele me ganhou por completo. Amo histórias em que as personagens sejam fortes e resolutas e a referência ao clássico a Ilha do Dr. Moreau é fantástica. Esse livro já vai para a minha lista de desejados.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Adorei a capa desse livro, como sempre a Novo Conceito arrasando.
    Achei bem diferente o enredo do livro. Porém não me agradou tanto como eu imaginei.

    ResponderExcluir
  8. Eu já tinha isto esse livro e achei a capa lina, também gostei muito da premissa do romance, só não sabia que se trata de uma trilogia, algo que não me agrada muito. Mas como o primeiro livro parece ser realmente bom vou ficar de olho no lançamentos dos próximos para ver se realmente ale a pena, tomara que não demorem a ser lançados.

    ResponderExcluir
  9. A capa e a sinopse me chamaram muito a atenção! Com certeza irei lê-lo.

    ResponderExcluir
  10. O título já é chamativo, a capa também e agora com a resenha, é a primeira vez que ouço falar que cada livro é inspirado em um clássico diferente, achei que era só um e pronto, muito interessante isso além de criativo, o que falou da protagonista me deixou super curiosa, vai para os desejados! Adorei a resenha! Abs!

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da capa, é linda. Quanto ao livro, essa é a primeira resenha que leio sobre ele e achei bem interessante. Quero ler.

    ResponderExcluir
  12. Uau, capa perfeita, ótima resenha, estou curiosa para saber o que pode estar ocasionando a morte dos nativos, e se a Juliet vai descobrir se é mesmo seu pai que está por trás dessas barbáries.
    Parabéns pela resenha, me fez querer ler este livro o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
  13. Eu não consegui me segurar comprei em inglês mesmo e devorei, é um ótimo livro, recomendo a todos. Com certeza não vão se arrepender :) A capa e a diagramação estão ótimas.

    ResponderExcluir
  14. Yasmin!
    Um livro construído com uma releitura da Ilha do Dr. Moureau por si só já é um atrativo e tendo uma protagonista forte e resoluta, torna a leitura bem agradável.
    As experiências do pai de Juliet devem ser algo bem esdrúxulo e se a escrita é tão detalhista e dissertativa, torna mais um atrativo para o livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Adorei a premissa do livro e o fato de ser baseado em um clássico tão famoso. Amei a descrição da persongem, pois adoro mocinhas forte e decididas que não ficam se lamentando. A história parece cheia de mistério e já fiquei curiosa. Além disso, amei a capa.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Não sabia muito sobre a premissa desta história, mas me interessei muito depois da sua resenha! Sem contar que a capa realmente é linda e chama o leitor ...

    ResponderExcluir
  17. Eu quero muito, muito ler esse livro, a capa é linda e só vejo rsenhas positivas sobre ele.
    Amei a resenha
    Bjoos!

    ResponderExcluir
  18. Adorei a sua resenha! Também adorei a capa e a sinopse do livro! Este vai para minha listinha! Bjs

    ResponderExcluir
  19. Já assisti um filme chamado " A ilha do doutor Moreau" que fala sobre esse personagem na ilha e mostra suas criações que estão mais para aberrações... São bem próximas as histórias! não gostei muito do filme, mas quem sabe esse livro possa ser diferente? :D
    Horadeflorescer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Confesso que não sabia que esse livro era uma releitura de um clássico, e muito menos que era uma série. Mas até que achei legal.
    Como gosto de tramas com essa atmosfera sombria e cheia de mistérios, já coloquei na minha listinha de próximas aquisições.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  21. Tenho muita vontade de ler este livro também, parece ser muito bom. O enredo é muito interessante, gosto muito de livros inspirados em clássicos e esta estória parece ter sido muito bem construída, bem equilibrada. Não sabia que o livro faz parte de uma trilogia, tenho muita vontade de ler e fiquei curiosa para saber como será o desfecho deste primeiro volume. :)
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  22. Nossa, eu quero muito ler esse livro desde que o vi como lançamento, adorei o enredo da historia, ela parece ser daquelas que te prende, espero poder ler em breve, e essa capa ficou muito bacana, adorei a sua resenha, ela me deixou ainda mais curiosa para ler a historia.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  23. Nossa, eu quero muito ler esse livro desde que o vi como lançamento, adorei o enredo da historia, ela parece ser daquelas que te prende, espero poder ler em breve, e essa capa ficou muito bacana, adorei a sua resenha, ela me deixou ainda mais curiosa para ler a historia.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

  24. Adoreiiiii a capa, maravilhosa. Pelo que vc disse o livro é sombrio e será uma trilogia,fiquei mais ansiosa ainda pra ler.Pelo que percebi de sua resenha, vou adorar o livro e sei que vai me prender...amei os temas pros próximos livros. Valeu pela dica.
    bjs

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.