10/12/2013

Resenha - Fragmentada


Nome: Fragmentada
No Original: Fractured
Autor (a): Teri Terry
Tradutor (a): Flávia Cortês
Páginas: 424
Editora: Farol
Comprar: Martins - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Kyla não deveria se lembrar de nada que viveu antes de ser Reiniciada. Mas segredos e recordações atormentam sua mente. Presa em uma luta contra a opressão dos Lordeiros e ansiando por liberdade, Kyla vê passado e presente numa rota de colisão que ameaça sua vida. Enquanto continua sua busca desesperada por Ben, em quem ela poderá confiar em um mundo repleto de segredos e mentiras? Situado em um futuro sombrio, Fragmentada é uma leitura  quente e cativante, que coloca Teri Terry como uma das grandes escritoras da atualidade.

Faz poucos meses que li e fiquei admirada com a história do primeiro volume desta trilogia e foi maravilhoso ter a continuação em mãos tão pouco tempo depois. A história criada por Teri Terry continua o resgate a elementos da distopia tradicional, revivendo o melhor tom e clima do gênero, trazendo mais uma vez uma história sombria e cruel, marcada por uma trama tensa, coalhada de segredos e ambiguidades.

Kyla está em choque pelo que fez, ainda não conseguiu entender como pode ter lembrado de sua vida antes de ter sido reiniciada. As memórias vão surgindo em flashes, desde cenas inteiras até sensações. A vida antes de ser pega pelos Lordeiros começa a ganhar sentido. Kyla deveria estar feliz com isso, mas há algo mais em sua memória, como se houvesse outra vida dentro dela, antes de ela ser Kyla, ela foi Chuva, mas e Lucy? A garota marcada como desaparecida aos dez anos no site ilegal? Kyla agora sabe que seu professor não é quem diz ser. Ela não sabe como Nico a encontrou, mas fica feliz em vê-lo, memórias dos dois no passado emergem, tudo desde o medo ao respeito por Nico. Kyla sabe que está se arriscando, mas precisa saber os planos de Nico para os Lordeiros e precisa saber como foi pega e reiniciada. Seus sonhos com o passado começam a ficar piores e a falta de resposta se torna sufocante. Nico está escondendo seus planos, os Lordeiros estão de olho em seus movimentos e em meio a tudo isso ainda tem Ben. Kyla não desistiu de encontrá-lo, e sua busca por ele pode ser mais perigosa do que imaginou. Kyla sabe que quer lutar como no passado contra os Lordeiros, a favor do R.U. Livre, mas algo está acontecendo com sua cabeça, ela sabe que tem mais emergindo da escuridão da sua memória e tem medo no quanto suas memórias vão afetar sua vida. Que segredos e mentiras estão enterrados dentro de si? Quem é confiável? Quem é o traidor que está entregando seus movimentos? Kyla quer ser livre e lutar, mas se vê presa em uma rede de mentiras e manipulações que pode fragmentar mais ainda o que ela é e o que ela acredita.

É a partir dessa premissa que a autora desenvolveu a trama desse segundo livro. Mais uma vez a narrativa de Teri Terry assume um tom pessoal sufocante, tornando a trama algo incrível, que marca e cativa o leitor logo nas primeiras páginas. O ritmo é fluido e o desenrolar acontece de forma cadenciada, interligando personagens e revelando uma trama construída com base nos personagens. Na história de Terry é impossível saber de onde virá a traição e quem tem mais camadas por baixo da fachada usada no dia a dia. A organização da sociedade ganha mais contornos e a autora acrescenta mais questões ambíguas a sua história, as conectando em torno da história de Kyla. As descrições são pontuais, criando uma ambientação que casa em tudo com o tom sombrio da história.

A medida que a trama avança torcemos por Kyla e tememos por ela. O crescimento da protagonista é nítido, mas também seu sofrimento passado e a confusão de suas memórias. Ao revelar pedaços de seu passado começamos a entender o sistema maléfico que é esse organizado pelo governo de seu país. A autora surpreende o leitor ao desenvolver o mundo de forma intrínseca com a história pessoal de Kyla, que desde cedo teve a vida alterada por causa do processo de reiniciação. A gama de personagens também cresceu, com personagens novos e antigos que levantam dúvidas e enriquecem a trama. Cam, o novo garoto da escola de Kyla, Coulson, o lordeiro que está observando Kyla e Nico, o líder do RU Livre são os que mais merecem destaque. Intrincando personagens e ligando pontas diferentes da trama a autora consegue uma história fascinante, com ação, muita tensão e um clima sombrio. Ainda chocada com o que a autora fez com Ben... O fim foi algo inesperado e bem-vindo. Uma reviravolta espetacular que deixa no ar muita expectativa.

Leitura rápida e deliciosa, instigante e que se desenrola com naturalidade. Teri Terry construiu um mundo realista, onde nem tudo é preto e branco. Não vilões e mocinhos, ambos os lados dividem a parcela de culpa pelo que o país é. Em ambos os lados há pessoas que são apenas ferramentas na mão de um poder maior. Terry é surpreendente. Nada de clichês por aqui, nem mesmo o tão repetido triângulo amoroso. Com seu tom sombrio e visceral a autora entrega uma história riquíssima, que deixa o leitor mergulhado em perguntas e prendendo a respiração torcendo por Kyla. A edição da Farol está ótima, fonte agradável, tradução fluida e capa belamente adaptada. A cada novo volume tenho certeza que a história renderia uma trilogia de filmes espetaculares. Recomendado a todos que procuram uma distopia ótima, que remete em seu tom e estilo ao melhor do gênero, aos grandes autores de distopia como Orwell e Moore, com seu V de Vingança. Ação, traição, personagens ambíguos, mentiras e segredos. Leiam e se surpreendam! Até mais!

Slated - Teri Terry
1- Reiniciados
2- Fragmentada
3- Shattered

37 comentários:

  1. Eu estava muito interessada em comprar o primeiro e esse segundo livro, mas sinceramente estava com um pouco de receio. Do que a história realmente se trata? Você poderia me dizer, porque eu li sua resenha, mas não vou entender muito porque não li o primeiro. Enfim...Eu estou querendo comprar e queria que vc me falasse sobre.
    Ficou muito bom tudo que vc contou sobre o livro. Tá bem detalhado =]
    PARABÉNS viu?
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi! Amei a resenha! Estava super curiosa para ver sua resenha porque você amou o primeiro e gosto de ver as resenhas antes de ler, comprei o primeiro e estava esperando esse sair para ler. Só de ler a resenha já fiquei mais curiosa e ansiosa ainda, Kyla parece o tipo de protagonista que eu adoro e o que comentou de não ter clichê, de não ter triângulo e ainda um mundo que lembra a V me deixou certa que vou amar. Ótima resenha! Abs!

    ResponderExcluir
  3. Confesso que fiquei tentada a ler toda a resenha, mas li só uns pedaços soltos para evitar spoilers, já que não li Reiniciados. Mas bom... Estou louca por essa série. Nunca gostei muito de distopias mas estou mudando meu conceito sobre elas depois de ter lido "A Seleção" e me surpreendido. Certamente que são histórias completamente diferentes, mas é que de fato, nunca gostei muito de realidades inventadas. A série me chamou atenção não só pela história em si, mas pelo aparente dom da escritora conseguir manter uma linha até o final, o que é uma tarefa bem difícil para qualquer escritor. Tô com bastante expectativas e espero não me decepcionar.

    ResponderExcluir
  4. Quando fiquei sabendo que a tradução de Slated ficaria responsável pela editora Farol, confesso que havia ficado um pouco receoso. Não sei o porquê. No entanto, posso perceber que a supracitada empresa vem cuidando muito bem da trilogia.
    Fico impressionado com o fato de o trabalho da Teri Terry ter caído na graça dos leitores brasileiros. A maioria esmagadora AMA essa distopia e, bom, como ainda não li e não tenho nenhum volume, fico me corroendo de ansiedade. Mal posso esperar para ler e, quem sabe, entrar para o clube? HAHAHA

    Att
    João Victor - Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Já estava de olho no primeiro no primeiro volume da série, e depois dessa resenha, acho que vou gostar bastante da trilogia inteira. Ainda bem que não tem muitos clichês, que apesar de eu gostar um pouco deles, eles me deixaram um pouco cansada. Ah, e o fato de não ter triângulo amoroso me deixou mais animada, porquê muitos autores estão com mania de colocar esses triângulos. Não criarei expectativas, mas estou bem curiosa para conferir essa obra.

    Beijos!
    http://temponaoperdido.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Oiiii, cara, como você citou: sufocante. Essa foi a sensação de quando eu lia a resenha, mas em um sentido bom. Essa trilogia esta muito bem falada, e a autora parece ser dona de uma escrita cativante mesmo. A capa é linda, e parece só o reflexo da obra, que estou doida para ler, quero saber tudo desse caso de reiniciados, e de como a vida passada sobreviver, e tudo, tudo mesmo. Aiiii, ta na minha listinha, aproveitar e quando der vou ver a resenha do primeiro volume (sem lógica, mas ok) bjs

    ResponderExcluir
  7. Estou morrendo de curiosidade de ler Reiniciados desde que você citou V de Vingança na outra resenha e meu deus você tem o dom de me deixar curiosa! Isso não é justo, terminar a resenha querendo saber o que acontece. Mais uma vez você empolga tanto falando que me deixou muito curiosa e ansiosa, adoro livros com climas sombrios e sufocantes e mais ainda quando tem um monte de personagens ótimos, as capas são lindas e tá tão elogiada a trilogia que não vou resistir em esperar o livro 3. Bjo! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Eu li Reiniciados e confesso que a trama deixou muito a desejar, Kyla é insuportável em muitas partes do livro e apesar de a narrativa ser muito bem desenvolvida pela autora eu penei com o fato de ser uma mesmice durante toda a leitura, achei que tem muito blábláblá e pouca ação além do final que me pareceu abrupto demais, uma revira volta previsível, os planos de Ben estavam na cara e não consegui sentir emoção com todo o drama, foi forçado demais e precisava ser conduzido de uma forma melhor. Reiniciados foi um dos livros que mais desejei para este ano e acabou me decepcionando, tenho grandes expectativas para que a "evolução" de Kyla realmente seja notável em Fragmentada.
    Sua resenha me trouxe esperanças de um mistério mais trabalhado e não baseado apenas em flashes de uma garota um tanto quanto "chata"!
    Minha opinião não é muito legal mas mesmo assim acho bom compartilhá-la!
    Sempre tem alguém pra criticar! XD
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Está em minha lista de leituras, e vou começar assim que a editora lançar o último livro. A trama está tensa nesse segundo livro, e pela sua resenha mostra que não há como desvendar muito, já que tudo está dentro dela, e os acontecimentos exterior são mais encobertos ainda.

    ResponderExcluir
  10. Oi! Faço parte dos que ama essa trilogia. Kyla não é confusa como a moça ali em cima falou, faz parte da desconstrução que a a autora faz para poder enfim dar consistência a história. Desconstruir para depois começar uma trama forte, esse livro dois parece tudo o que estou esperando, louca para ler desde que li o primeiro, que aliás comprei depois da sua resenha, mais uma vez me falindo e me dando livros ótimos para ler, haha, adorei a resenha e tudo o que disse. Top da lista de desejados, sabe quando sai o terceiro? Amei a resenha! Beijo para ti!

    ResponderExcluir
  11. nossa :O
    Em momento algum senti interesse pelo primeiro livro...mas pensando bem, acho que iria gostar.
    Faz tempo que não leio nada assim, então..
    Fico alegre de não ter triângulo amoroso e_e já estava cansada disso.

    ResponderExcluir
  12. Falam tão bem desta série que não vejo a hora de ler. Eu já tenho o volume 1, mas não tive tempo de ler infelizmente...
    Fico feliz que este volume esteja tão bom como o primeiro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Esse ar sombrio e de mistério realmente me chama a atenção.Estou muito curiosa para ler Fragmentada, depois de todas as criticas e essa capa linda, linda, linda!!!

    ResponderExcluir
  14. As pessoas falam muito bem desse livro, estou louca para ler!!! Ótima resenha

    ResponderExcluir
  15. Ainda nao li o primeiro livro da serie, mas estou curiosa pois ja li varios comentarios positivos a respeito.


    xx

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li o primeiro livro da série, atualmente ando procurando não ler muitas séries de livros, porque sempre tenho que esperar, e me dá uma agonia tão grande isso. Mas, essa série em particular me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
  17. Amei a resenha!! Como sempre neh?..rsrs
    Eu estou louca para ler Reiniciados..ja li varias resenhas positivas de ambos os livros, o que só me deixa mais e mais curiosa!

    ResponderExcluir
  18. amei a resenha e ja tinha lido outras sobre esse livro... ja estava na lista dos q lerei!! estou amando esses estilos de livros e estou muito curiosa para ler sobre como ela vai se livrar de tudo isso... estou ansiosa pelo romance q percebi tbm *-* haha

    ResponderExcluir
  19. ainda não li nenhum da série...
    mas a resenha tentou-me a lê-los!
    deixou-me curiosa, gosto desse tipo de livro
    www.tulipink.com.br

    ResponderExcluir
  20. Amei sua resenha me deixou com uma vontade enorme de ler essa trilogia. Adoro esse tipo de literatura e acho que vou me esbaldar,rs.

    ResponderExcluir
  21. Ótima resenha. Preciso muito desse livro!!

    ResponderExcluir
  22. Adorei essa resenha, ficou ótima! Me interessei muito por essa trilogia, gosto desse tipo de livro, e muito. A propósito, conheci o blog hoje, e estou gostando bastante daqui!

    ResponderExcluir
  23. Essa série é, sem sombra de dúvida, a que mais desejo no momento! Furaria a fila de leitura sem pensar duas vezes!
    Adoro distopia e essa tem sido tão bem falado quando foi com JV que também adoro!
    E que capas lindas! Cada resenha me deixa mais ansiosa. :)

    ResponderExcluir
  24. Essa série é, sem sombra de dúvida, a que mais desejo no momento! Furaria a fila de leitura sem pensar duas vezes! rs
    Adoro distopia e esse tem sido tão bem falado quando foi JV na época de seu lançamento (e até hoje!). Cada resenha me deixa ainda mais curiosa, PRECISO!

    ResponderExcluir
  25. Eu comecei a ler o primeiro livro, mas não terminei. A continuação parece não perder todo o tom de mistério que a gente pode observar no primeiro livro. Quero terminar de ler Reiniciados e sei que vou querer ler a continuação.

    ResponderExcluir
  26. Eu já tenho o livro reiniciados mas ainda não li. Confesso que não tenho lido muitas distopias mas pela sua resenha, essa é uma série que vale a pena e acho que foi muito bom já terem lançado a continuação sem grandes demoras porque daí a gente não fica nessa ansiedade toda. Se Fragmentada continua no mesmo nível, acho que é uma saga que promete muito!

    ResponderExcluir
  27. Estou querendo ler esse livro,já vi diversas pessoas falando sobre ele e realmente estou curiosa.Adoro este gênero de livro,parabéns,ótima resenha!

    ResponderExcluir
  28. Estou querendo ler esse livro,já ouvi muitos comentarios positivos sobre ele.Adoro este gênero de livro,parabéns,ótima resenha! Beijos :)

    ResponderExcluir
  29. Essa é uma das distopias mais interessantes, criativas e plausíveis que já foram lançadas. Além disso, fico feliz em saber que a autora está conseguindo imprimir um ritmo legal na sua trama. Deixa os leitores presos em sua narrativa, e fugiu de um clichê forte no gênero: O triângulo amoroso. Espero conseguir ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  30. Comprei Reiniciados quando vi que estava mais barato. Já tinha visto sobre a trilogia antes mas não achava nas livrarias e estava doida pra ler. Estou doida pra começar mas tem uma lista de distopias pra ler e não consigo decidir haha
    Estou mais curiosa ainda depois desta resenha.

    ResponderExcluir
  31. Eu ainda não comecei a ler essa trilogia, mas tenho muito interesse em começar. Pelas resenhas que li, ela parece ser bem interessante e fiquei curiosa em lê-la!!

    ResponderExcluir
  32. Li Reiniciados esse mês, e é uma das melhores distopias que eu li!! Achei um tema bem "possível" e muuito intrigante! Já tô louca pra ler Fragmentada. Também acho que essa trilogia originaria ótimos filmes! *-*

    Bjs ^^

    ResponderExcluir
  33. A cada resenha que leio fico com mais vontade de ler essa série. Achei interessante pois ainda não percebi um romance que é bem típico mesmo que a personagem principal não lembre de nada, e por expor a crueldade por parte do governo como você falou.

    ResponderExcluir
  34. Estou louca para ler, acho as capas dessa série/trilogia (não sei qual dos dois) muito lindas e sempre leio ótimas palavras dos romances de Terry. Mas é a história que me chama mais atenção, sempre envolvendo um 'suspensisinho'.. Personagens inteligentes me chamam muita atenção ; gosto de personagens inteligentes. Essa é uma dica e tanto, uma pena que os livros da Farol sejam uma facada....

    ResponderExcluir
  35. Eu não li o primeiro livro, mas lendo a resenha desse segundo, fiquei muito interessada. A capa é linda e aposto que a história é melhor ainda. Amei a sua resenha, descreve bastante o livro e nos dar detalhes impressionantes.

    ResponderExcluir
  36. Li sua resenha do primeiro e fiquei morrendo de curiosidade, já estou com ele aqui, mas estou esperando comprar esse 2º para ler e agora tenho mais certeza ainda que vou amar, o que falou das memórias e do ambiente me deixou super curiosa, já amo distopias, mas as diferentes e mais fodas são melhores ainda de ler e descobrir! Ótima resenha como sempre me deixando hiper curiosa! Beijos!

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.