09/03/2013

Resenha - Trocada


Nome: Trocada
No Original: Switched
Autor (a): Amanda Hocking
Tradutor (a): Priscila Catão
Páginas: 328
Editora: Rocco
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Quando Wendy Everly tinha seis anos, sua mãe foi convencida de que ela era um monstro e tentou matá-la. Onze anos mais tarde, Wendy descobre que sua mãe poderia estar certa. Ela não é a pessoa que ela sempre acreditou ser, e toda a sua vida começa a ser desvendada. Tudo por causa de Finn Holmes. Finn é um cara misterioso e parece estar sempre olhando para ela. Cada encontro deixa Wendy profundamente abalada. Mas não é muito antes de ele revela a verdade: Wendy é uma changeling que foi trocada ao nascer e ele veio para levá-la de volta para casa. Agora Wendy sobre a viagem a um mundo mágico que ela nunca soube que existia, um que é ao mesmo tempo bela e assustadora. E onde ela deve deixar sua antiga vida para trás para descobrir qual será o seu destino.

Quando vi o título cadastrado entre os futuros lançamentos da editora Rocco fiquei bastante animada porque desde soube que Amanda Hocking estourou o mercado de livros digitais com mais de um milhão de cópias fiquei curiosa para ler a trilogia que causou tantas mudanças e que teve tanto sucesso em tão pouco tempo. Hocking construiu um universo interessante com elementos da mitologia nórdica e uma trama de conflitos promissora que promete render bastante.

Wendy nunca se encaixou nos colégios em que estudava, nunca fez amizades normais e suas manias sempre foram um problema. Ela carrega uma cicatriz que a faz lembrar constantemente das palavras da mãe. Quando tinha seis anos em plena festa de aniversário sua mãe a atacou e se não fosse por seu irmão Matt ela teria morrido. Desde então vive com a tia Maggie e com Matt. Seus problemas nas escolas os fizeram mudar bastante durante toda sua vida. Para Matt isso é culpa do trauma e ela ser diferente não significa que ela seja má pessoa. Porém quando o misterioso Finn começa a frequentar a escola Wendy fica desconfiada. Já não bastasse o estranho poder de convencer as pessoas a fazer o que ela quer Wendy ainda tem que lidar com a constante sensação de que está sendo observada. É quando Finn despeja sobre ela toda a verdade. Sobre ela ser um changeling, uma criança Trylle, trocada ao nascer para ser criada entre os humanos. E ele veio buscá-la. Está na hora de voltar para casa, seus poderes despertaram mais cedo e está na hora de ela assumir sua verdadeira vida. Wendy reluta, mas após um ataque os Vittra ela aceita sua falta de opção. No entanto chegando a Förening Wendy encontra um ambiente totalmente diferente do que imaginou. Logo a pressão em torno de Wendy a deixa tão deslocada quanto antes, porém com problemas e perigos maiores.

A premissa basicamente é essa, Wendy retornando para a comunidade dos Trylle depois de ter uma vida estranha e atribulada. Amanda Hocking inova ao trazer os "changelings" como centro da história e ao construir toda uma mitologia em torno deles, que apesar de aparecem em diversas culturas são pouco vistos na literatura. As descrições são sempre pontuais deixando a ambientação bastante vívida e sensorial. O ritmo é constante e a narração em terceira pessoa de Wendy funciona muito bem visto que também são as primeiras impressões dela neste mundo novo que se abre.

Os personagens secundários são outro ponto forte da história. Desde Elora, rainha dos Trylle a diversos outros habitantes de Förening. Rhys, Tove e o próprio Finn. Wendy pode passar a impressão errada ao leitor no começo, mas no decorrer dos capítulos a personagem ganha força e as diversas perguntas e mistérios tornam a trama instigante, prendendo a atenção a todos os detalhes. Afinal o que eles estão escondendo de Wendy?

O mais irritante do livro é o fato das perguntas de Wendy nunca serem propriamente respondidas. A quantidade de "não se preocupe com isso" é imensa e diversas vezes a curiosidade de Wendy era a mesma dos leitores. A autora poderia ter dosado melhor o que dizer e o que não dizer... O ponto que me deixou mais curiosa foi a trama com os Vittra que apesar da virada no final não deixou mais do que insinuações no ar. E a culpa dessa curiosidade é o conto que vem no final da história. Ponto para a editora, já que o conto é um complemento forte para a trama. Ele não teria a mesma força se tivesse sido lançado separado em e-book.

Leitura instigante e agradável. Wendy é uma protagonista forte, com personalidade questionadora e pelo final podemos afirmar que ela não vai aceitar ser conduzida feito uma marionete por Elora. Uma verdadeira caixa de surpresas que deixa uma sensação de imprevisibilidade rara em juvenis. A edição da Rocco está ótima, fonte muito boa e a capa escolhida pela editora é a mais bonita das opções originais. A única coisa que Amanda Hocking deixou passar é um mapa de Förening. Teria amado ver o vilarejo e as redondezas... Os direitos de adaptação da trilogia foram adquiridos em 2011. Acredito que se o roteiro for fiel a história tem tudo para ficar muito boa nas telonas. Recomendo a todos que gostam de uma boa fantasia juvenil. O universo é inovador e criativo, e pode surpreender os que estão cansados dos mesmos elementos de sempre. Romance, ação e muitos mistérios. Leiam! Até mais!

Trilogia Trylle - Amanda Hocking
1- Trocada
2- Dividida
3- Iniciada

22 comentários:

  1. Olá Yasmim confesso esse lançamento da Rocco me agradou muito, logo pelos personagens hahahaha. #FINN.

    E detalhe ainda não li os outros livros e não sei bem se irei gostar.

    ResponderExcluir
  2. Acompanho a série Watersong da Amanda Hocking, e gostei bastante da escrita dela. Também me interessei por essa trilogia, mas no momento não posso começar novas leituras. Quando der eu leio, ainda mais por que será adaptado, e gosto de ler os livros antes de assistir os filmes...

    ResponderExcluir
  3. Amei a resenha. Não conheço muito sobre os changeling, apenas vi uma vez em um episódio de Supernatural, o que não quer dizer que sejam descritos da mesma forma, então por isso fiquei curiosa a respeito, e claro, tem o fato de novos seres sobrenaturais estarem surgindo nesse meio além dos que conhecemos habitualmente em diversos livros do gênero. Quero ler, mas a questão é que os livros da Rocco são muuuuuuuito caros, então quando vou ler é imprevisível.

    ResponderExcluir
  4. Já desejava ler esse livrinho com suas impressões agora vou ler com certeza!!
    Percebo que a maioria dos livros que lê vc dá 4 estrelas, como você faz a escolha das suas leituras?
    Você quase advinha que o livro é bom né? Sortuda lê poucos livrinhos com histórias meia boca!

    Abç ae
    e boas leituras!!

    ResponderExcluir
  5. Oi! Estava ansiosa pela resenha! Sortuda, leu antes de todo mundo. Eu estava curiosa pelo mesmo motivo que você e agora quero ler mais ainda. Nunca tinha visto essa mitologia de crianças trocadas. Se você gostou da protagonista melhor ainda. Ansiosa para comprar ou ganhar o meu. Ótima resenha como sempre. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Eu fiquei muito curiosa para ler o livro quando vi os comentários sobre o sucesso dele em e-book, afinal vender aquilo tudo é porque a história deve ter algo de bom. Pela sua resenha posso ver que a história é mesmo boa.
    Gosto bastante de fantasias juvenis e mais ainda quando surge algo novo. A capa é deslumbrante, e mal posso esperar para ler agora que confirmei que era bom. Adorei a resenha. Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Tinha visto somente a capa e a sinopse e já tinha gostado..
    depois vejo que está sendo um sucesso, e pra completar leio a sua resenha..
    a personagem para ter uma personagem que gosto .. nada de mocinha fraca e boba..

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha!
    E como gosto de tudo que envolve mitogias diferentes vou ler. Gosto de livros onde a personagem é diferente e mais forte. Aguardar um sorteio. Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Estava aguardando sua resenha. Eu gosto de Amanda Hocking desde que li a outra série dela lançada aqui. Trocada tem um capa linda e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler. Achei que seria mais romance, mas parece ter um mistério bom na história.

    Ótima resenha. Vou tentar ler logo assim não ficou desatualizada com a trilogia. Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Adorei a capa e a sinopse! Nao conhecia a autora mas agora fiquei bem interessada!

    ResponderExcluir
  11. Continuo muito interessada no livro, mas tem algo que sei lá, não me agradou muito... não sei bem o que. Acho, que mesmo assim, vou gostar muito.. só vou me decepcionar com algo, talvez, mas quero ler logo, logo.

    ResponderExcluir
  12. Sua resenha está muito boa e me fez ter vontade de ler o livro. eu tira prometido para mim mesma que não leria mais essas séries, mas como não ler?

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha, quero cada vez mais ler o livro.
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito da resenha!
    Já havia lido a sinopse e gostei do livro, mas pela resenha me deixou mais curiosa pra ler.
    O tema sobrenatural ja é um ponto positivo, pq amo livros assim, e saber q é uma leitura instigante é mais um ponto a favor!

    Eu achei essa capa liiiiiiiinda e em breve quero ler Trocada com certeza ;)

    ResponderExcluir
  15. Estou Louca para ler esse livro. Ele parece ser muito bom ;)

    ResponderExcluir
  16. Adorei a resenha, e quero muito a trilogia. Mal acredito que já vai sair o segundo e ainda não li. Gosto da autora apesar de ter só ouvido falar e mitologia diferentes com nórdica parece ótimo. *=*

    ResponderExcluir
  17. Não sei se tenho muita vontade de ler esse livro,apesar de ter uma bela capa(que chama atenção),não sei se a história me cativou assim..
    Quem sabe mais adiante não possa me animar e querê-lo,mas enquanto não vou lendo sua resenha mesmo,que está muito legal..
    Bjs'

    ResponderExcluir
  18. Soube desse burburinho a respeito da autora, por ter vendido tantos livros digitais e ser muito esperada pelos blogueiros, graças ao lançamento do livro "físico" no Brasil... Mas exceto isso, não sabia mais nada sobre ela. E agora, que li a sua resenha, fiquei instigada com a sinopse e o desenvolvimento da história. A mitologia nórdica não é muito explorada nos livros atuais (pelo menos, não aqueles que sempre ouço falar), e como sei um pouquinho a respeito e gosto muito, já me deu motivos suficientes para querer conhecer o enredo ^.^

    ResponderExcluir
  19. Soube desse burburinho a respeito da autora, por ter vendido tantos livros digitais e ser muito esperada pelos blogueiros, graças ao lançamento do livro "físico" no Brasil... Mas exceto isso, não sabia mais nada sobre ela. E agora, que li a sua resenha, fiquei instigada com a sinopse e o desenvolvimento da história. A mitologia nórdica não é muito explorada nos livros atuais (pelo menos, não aqueles que sempre ouço falar), e como sei um pouquinho a respeito e gosto muito, já me deu motivos suficientes para querer conhecer o enredo ^.^

    ResponderExcluir
  20. Soube desse burburinho a respeito da autora, por ter vendido tantos livros digitais e ser muito esperada pelos blogueiros, graças ao lançamento do livro "físico" no Brasil... Mas exceto isso, não sabia mais nada sobre ela. E agora, que li a sua resenha, fiquei instigada com a sinopse e o desenvolvimento da história. A mitologia nórdica não é muito explorada nos livros atuais (pelo menos, não aqueles que sempre ouço falar), e como sei um pouquinho a respeito e gosto muito, já me deu motivos suficientes para querer conhecer o enredo ^.^

    ResponderExcluir
  21. Estou entrando nessa de mitologia nórdica e estou gostando.
    Me interessei muito por esse livro, sua resenha me chamou bastante a atenção.
    Quando mencionou os changelings só lembrei de Os 13 Tesouros ;D
    Beijos e abraços!

    ResponderExcluir
  22. Adorei a resenha! Este vai para minha listinha! *-*

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.