02/03/2013

Resenha - Laços Inseparáveis


Nome: Laços Inseparáveis
No Original: Where We Belong
Autor (a): Emily Giffin
Tradutor (a): Maria Angela Amorim
Páginas: 384
Editora: Novo Conceito
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Marian Caldwell é uma produtora de televisão de 36 anos, vivendo seu sonho em Nova York. Com uma carreira bem-sucedida e um relacionamento satisfatório, ela convenceu todo mundo, inclusive si mesma, que sua vida está do jeito que ela deseja. Mas uma noite, Marian atende a porta... para apenas encontrar Kirby Rose, uma garota de 18 anos com a chave para o passado que Marian pensou ter deixado para trás para sempre. Desde o momento que Kirby aparece na sua porta, o mundo perfeitamente construído de Marian — e sua verdadeira identidade — será chacoalhado até o fim, fazendo ressurgir fantasmas e memórias de um caso de amor apaixonado que ameaça tudo para definir quem ela realmente é. Para a precoce e determinada Kirby, o encontro vai provocar um processo de descobrimento que a leva ao começo da vida adulta, forçando-a a reavaliar sua família e seu futuro com uma visão sábia e doce. Enquanto as duas mulheres embarcam em uma jornada para encontrar o que está faltando em suas vidas, cada uma irá reconhecer que o lugar no qual pertencemos normalmente é onde menos esperamos — um lugar que talvez forçamos a esquecer, mas que o coração se lembra eternamente.

O bom de não gostar de ler certos gêneros é que toda vez que você começa um livro a chance de ser surpreendido é muito maior do que quando se está lendo um gênero que você adora. Este já o segundo livro de Emily Giffin que recebi através da parceria da Novo Conceito e foi a segunda surpresa que tive com a autora. A história acerta na dose de drama e humor apresentando personagens que cativam a atenção do leitor.

Pela sinopse parece que a história é mais sobre Marian, que tem uma carreira bem-sucedida e vive uma vida de sonhos em Nova York. Porém logo nos primeiros capítulos somos apresentados a Kirby, a garota que passou a vida sonhando com o dia que faria dezoito anos e iria atrás de conhecer a mãe biológica, afinal a suspeita de ela ser uma drogada, viciada e sem rumo sempre pairou sobre Kirby e os pais adotivos. Quando Kirby aparece na porta de Marian, todo o seu passado vem à tona. Desde a terrível decisão de omitir que estava grávida até a adoção de Kirby. Marian vivia com esse segredo permeando o canto de sua mente, mas pelo visto chegou a hora de enfrentar a verdade. Kirby tem tanto do pai que surpreende Marian, e traz com ela não apenas mudanças, mas lembranças há muito esquecidas. Com uma afinidade desconcertante Kirby quer respostas, quer saber de onde veio quem é seu pai e no fundo quer saber por que Marian decidiu dá-la para adoção.

A premissa é basicamente essa. A garota que surge na porta da mãe biológica em busca de sua origem. Por incrível que pareça me surpreendi com a história. Não por Marian, mas pela Kirby e até mesmo por Conrad. A narrativa é alternada entre as duas protagonistas e a trama tem um ritmo linear, que alterna com habilidade partes de drama e humor. O tema, adoção e a opção de ir atrás dos pais biológicos foram muito bem abordados. A autora conseguiu apresentar personagens críveis, que soam naturais e convencem o leitor. Assim como o ambiente urbano e bem descrito.

Leitura rápida, com uma história simples, mas que vai encantar os leitores que gostam de um romance diferente. A história sobre amor, e sobre o quão inegável é nossa bagagem genética. Mãe é quem cria, mas que descobrir nossas origens é descobrir uma parte importante da nossa identidade. A edição da Novo Conceito está ótima, fonte muito boa e capa agradável. A história renderia um filme curioso para o cinema, que poderia surpreender a muitos. Recomendado a todos que querem fugir do básico do romance com toques de comédia. Uma bonita história de fazer as pazes consigo mesmo. Leiam! Até mais!

31 comentários:

  1. Tô louca pra ler esse livro, somente a capa que não me agrada muito, pois já enjuei desse efeito com branco no meio.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li o meu, mas quero ver se faço isso o quanto antes. Acho tão fofo os livros dela *-*
    É bem bonitinha a história.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é um dos que quero muito ler. Gostei muito da resenha e dou-lhe os parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Acabei de ler o Presente da Vida e amei. Bem leve como essa autora escreve. Esse a capa é linda mesmo. E fiquei curiosa em saber como vai se dar essa relação de mãe e filha depois desses 18 anos. E como tbm ficará a relação com o namorado, né? Gostei da história, quero ler
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  5. YASMIN!
    COMECEI A LER HOJE ESSE LIVRO E Á ESTOU ENCANTANDA TAMBÉM.
    A história sobre adoção, mãe biológica e a realidade diferente do nosso Brasil nesses casos é bem interessante, cada país tem uma forma de encarar a adoção e ssa é mais uma vertente do livro.
    Boa resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler, faz tempo que não leio um romance diferente, simples...

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro um bom romance.. ela é uma escritora fantástica..
    um tema interessante, adoraria conhecer..

    ResponderExcluir
  8. Não li nenhum livro da autora, mas ouço vários elogios sobre ela.
    Parece um livro bem gostoso de ler, ótimo para passar o tempo...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Um livro sobre família e a busca de um passado, parece interessante, eu leria.
    Que bom que vc se surpreendeu com a leitura, assim fica mais legal ainda o gênero, mesmo.

    Luciana

    ResponderExcluir
  10. Não imaginava que esse livro tem esse tema. Depois desse post me atraiu bastante.
    Dessa escritora, já ouvi falar bem do livro Laços da Vida, mas também não li.

    ResponderExcluir
  11. Não li nenhum livro da autora, quero ler esse mas não estava muito animada, agora que li a resenha espero comprar em breve, já que sou apaixonada por romances.

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada dessa autora mas, estou querendo pois todos dizem que tem uma escrita fofa!!
    Esse livrinho é lindo com uma capa igualmente linda!!
    Obrigada por trazê-lo para nós suas considerações a respeito é muito importante, ajuda.
    Bjk e
    boas leituras!!

    ResponderExcluir
  13. Ooi, nossa amei a resenha, to com muita vontade de ler esse livro agora, essa já é a 3 resenha positiva que já vi desse livro, então fiquei bem curiosa..

    ResponderExcluir
  14. Quero muito esse livro! adoro a Emily e seus livros sao exelentes alem de nos dar uma super maturidade pra certas coisas...

    ResponderExcluir
  15. Tenha muita vontade de ler o livro, apesar de não ter lido nada da autora. Fui motivada por várias resenhas, que me encantaram e me deixaram bastante curiosa.

    ResponderExcluir
  16. Quero muito ler esse livro!! Eu amei todos os outros livros da Emily e tenho certeza que esse é tão bom quanto os outros!!

    ResponderExcluir
  17. A Emily Giffin é mestre em escrever sobre relações entre pessoas e ela faz isso de um modo tão cativante e envolvente que você é sempre apresentado a todos os lados da questão e acaba totalmente envolvida pela história. Um livro dela com esse tema sob o ponto de vista da mãe que deu sua filha para adoção e da filha tem tudo para dar certo.

    ResponderExcluir
  18. Ainda não sei sobre como a Emily escreve, mas me dizem que ela é ótima e acabo de ter certeza disso. Nunca li um livro sobre adoção. Fiquei curiosa com uma coisa: Quem é Conrad? Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Ainda não sei sobre como a Emily escreve, mas me dizem que ela é ótima e acabo de ter certeza disso. Nunca li um livro sobre adoção. Fiquei curiosa com uma coisa: Quem é Conrad? Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Ainda não conheço a escrita da Emily, mas me dizem que ele é uma ótima escritora. Eu nunca li um livro sobre a adoção. Fiquei curiosa em uma coisa: Quem é Conrad? Beijos, adorei sua resenha!!

    ResponderExcluir
  21. Já li aluma coisa parecida, não com o tema adoção e tal, mas sim com um drama - romance, e de início achava que não ia gostar, mas depois me surpreendi bastante, e acho que é basicamente isso que vai acontecer quando eu ler esse livro! A Emily Giffin parece escrever super bem, já que só vejo elogios dela.
    Ah, e o livro que eu li nesse mesmo "gênero" foi Nada é para sempre, da Deb Caletti.

    ResponderExcluir
  22. Amei a resenha, to doida pra ter esse livro, ele está na minha lista de "quero esse livro, eu quero", já li muitas resenhas, e todas tem sido otimas, parabens pelo blog, Felicidades..

    ResponderExcluir
  23. Não vejo a hora de ter a oportunidade de ler algo da Emily! Laços Inseparáveis está na minha lista!

    ResponderExcluir
  24. Amei a resenha, quero ler esse livro :D

    ResponderExcluir
  25. parece ser uma historia muito linda e gostei muito da resenha.

    ResponderExcluir
  26. Nunca li nada da Emily, mas a história desse livro parece interessante. Apesar de parecer drama pela sinopse, fico feliz em saber que a autora soube dosar bem os humores no livro. Isso ajuda bastante.

    :)

    ResponderExcluir
  27. Adoro os livros da Emily Giffin, eu li três. Mas ainda não comecei esse.

    ResponderExcluir
  28. Eu li o livro em quatro dias, Amei muito...Ele daria uma bom filme!
    Adorei

    ResponderExcluir
  29. Li a resenha desse livro e amei a historia..........os livros dessa autora sao super emocionante.

    ResponderExcluir
  30. Amei a resenha......lindas historia que essa autor escreve.........

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.