15/03/2013

Dicas #23 - New Classics

Olá! Nessa onda de mudanças que se abateu sobre mim nas últimas semanas decidi rever o que ando lendo e para tanto preciso ir atrás de obras importantes dos últimos dez, doze anos. São o que muitos estão chamando de novos clássicos, ou ainda as melhores obras do século XXI. Dentre os autores que se destacaram nesse período temos Jonathan Franzen, David Mitchell, Kazuo Ishiguro, David Foster Wallace, Ian McEwan, Cormac McCarthy, Haruki Murakami, Julian Barnes, Jeffrey Eugenides entre vários outros. Hoje trago para vocês uma pequena coletânea de títulos que se destacam nas listas que vem surgindo ano a ano de novos clássicos. Vamos as dicas:

Não Me Abandone Jamais, de Kazuo Ishiguro
344 páginas - Ano: 2005
Kathy H. tem 31 anos e está prestes a encerrar sua carreira de "cuidadora". Enquanto isso, ela relembra o tempo que passou em Hailsham, um internato inglês que dá grande ênfase às atividades artísticas e conta, entre várias outras amenidades, com bosques, um lago povoado de marrecos, uma horta e gramados impecavelmente aparados. No entanto esse internato idílico esconde uma terrível verdade: todos os "alunos" de Hailsham são clones, produzidos com a única finalidade de servir de peças de reposição. Assim que atingirem a idade adulta, e depois de cumprido um período como cuidadores, todos terão o mesmo destino - doar seus órgãos até (...)

Reparação, de Ian McEwan
272 páginas - Ano: 2001
Uma trama fascinante em torno de Briony Tallis, pré-adolescente que nutre a ambição de se tornar escritora. No dia mais quente do verão de 1935, numa casa de campo da Inglaterra, Briony vê pela janela uma cena incompreensível: sua irmã mais velha, sob o olhar de um amigo de infância, filho da arrumadeira da família, despe a saia e a blusa para mergulhar, de calcinha e sutiã, na fonte do quintal. A partir desse episódio e de uma sucessão de equívocos, a aprendiz de romancista, movida por uma imaginação fértil, comete um crime que marcará o futuro de toda família - e Briony passará o resto da vida tentando desfazer o mal que causou. Além da (...)

Middlesex, de Jeffrey Eugenides
568 páginas - Ano: 2002
Calliope Stephanides, um hermafrodita que foi criado como menina mas que é, na verdade, homem. Não se trata, entretanto, de um livro polêmico, sofrido ou deprimente.  Aos 41 anos, Calliope conta sua controvertida história com um bom humor delicioso. O narrador faz de sua trajetória pessoal uma saga de três gerações ao longo do século XX, começando por seus avós, os gregos Lefty e Desdemona. Os dois eram irmãos, mas também eram primos em terceiro grau e, por isso, resolveram fazer vista grossa para o grau de parentesco mais próximo e se casaram. Tudo em nome do amor e de uma atração física irreprimível. Depois de imigrar nos EUA, o casal (...)

A Estrada, de Cormac McCarthy
240 páginas - Ano: 2006
Num futuro não muito distante, o planeta encontra-se totalmente devastado. As cidades foram transformadas em ruínas e pó, as florestas se transformaram em cinzas, os céus ficaram turvos com a fuligem e os mares se tornaram estéreis. Os poucos sobreviventes vagam em bandos. Um homem e seu filho não possuem praticamente nada. Apenas uns cobertores puídos, um carrinho de compras com poucos alimentos e um revólver com algumas balas, para se defender de grupos de assassinos. Estão em farrapos e com os rostos cobertos por panos para se proteger da fuligem que preenche o ar e recobre a paisagem. Eles buscam a salvação e tentam fugir do frio, sem (...)

As Correções, de Jonathan Franzen
586 páginas - Ano: 2001
A história dos conflitos religiosos, geracionais e de costumes de uma típica família americana na última década do século XX. Nos Estados Unidos dos anos 1990, nada escapa ao olhar agudo do autor: a instabilidade do mercado financeiro, as promessas de bem-estar dos novos antidepressivos, a moral religiosa da velha geração e a ausência de escrúpulos dos jovens americanos. A família Lambert encarna a crise de valores da sociedade contemporânea. Alfred é um engenheiro ferroviário aposentado, teimoso e cheio de manias agravadas pelo mal de Parkinson recentemente diagnosticado. Enid é uma dona-de-casa comum. O casal, na faixa dos setenta anos, vive (...)

Tudo Se Ilumina, de Jonathan Safran Foer
368 páginas - Ano: 2002
O jovem escritor é judeu e sempre quis saber detalhes da história de seu avô, um ucraniano que teve toda a sua família assassinada pelos nazistas e só escapou da morte graças à ajuda de uma certa Augustine, que o teria escondido dos alemães. Safran Foer nem conheceu o avô, mas cresceu ouvindo o que sua avó lhe contava sobre ele. Obcecado pela origem de sua família, o rapaz foi à Ucrânia tentar descobrir o paradeiro daquela mulher. Ele não tinha informação alguma para lhe servir de guia, sabia apenas que seu avô era de Trachimbrod, uma pequena aldeia judaica. Fora isso, ele contava com uma fotografia antiga que supostamente mostrava Augustine e (...)

1Q84, de Haruki Murakami
432 páginas - Ano: 2009
Assumidamente inspirado na obra-prima de George Orwell, o título se situa no ano de 1984. No primeiro volume Murakami apresenta Aomame, uma mulher que esconde a profissão de assassina. Em uma tarde, no início de abril, ela está parada em um táxi, em meio ao trânsito de uma via expressa de Tóquio. Temendo não chegar a tempo de resolver uma pendência no bairro de Shibuya, ela se vê diante de uma opção inusitada proposta pelo motorista: descer do veículo e seguir por uma escada de emergência em plena avenida. Apesar de um estranho aviso do taxista, que diz que as coisas à volta dela se tornarão estranhas, ao fazer algo tão incomum (...)


E ai? Gostaram das dicas? Acha que faltou alguém nessa lista? Ainda tem muitos outros títulos que mereciam destaque nessa lista, mas vão ficar para uma próxima. Percebeu que grande parte é da mesma editora? Nas minhas buscas por versõs nacionais acabei notando que a cada ano que passa a Companhia das Leras é que está lançando os novos clássicos por aqui. Por exemplo esse "Middlesex" era da Rocco, mas a Cia já anunciou que lançará uma nova edição dele já que agora ela detêm os direitos de publicação do autor no Brasil. Acredito que o mesmo vá acontecer com os livros do Jonathan Safran Foer. E por falar em Cia o livro que me levou nessa busca é "Cloud Atlas" de David Mitchell recentemente adaptado para o cinema e considerado uma das mais ambiciosas obras de ficção dos últimos anos. Ele será publicado em breve pela Companhia das Letras. Ansiosíssima para que chegue logo. Agora é torcer para eu conseguir ler todos os livros acima ainda esse ano. Vou ficando por aqui. Espero que aproveite as dicas. Semana que vem trago dicas dos anos 50 até 99. Até mais!

12 comentários:

  1. Oi Yasmin!

    Que post bacana!
    Faz um bom tempo que os dois primeiros estão na minha lista de desejados.
    E já assisti às adaptações cinematográficas de ambos. Gostei das duas!

    O último livro que você citou, tenho o e-book. Mas ainda não tive muita vontade de lê-lo.
    Mas agora você me deixou curiosa! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, confesso que não conhecia nenhum olha!! Mas gostei bastante!

    ResponderExcluir
  3. Gostei das dicas. Não conhecia Não Me Abandone Jamais, mais fiquei curiosa em relação a ele.
    Bjos...

    ResponderExcluir
  4. Yasmim li 2 excelentes mas creio que todos esses são bons os outros estão na minha lista faz tempo!
    Bjk

    ResponderExcluir
  5. Yasmin, li 2 da lista muito bons os outros esta na lista a tempos para ler!!
    Bjk

    ResponderExcluir
  6. Já li 1Q84, é incrível! Não me abandone jamais e Reparaçao ainda não li, mas já vi os respectivos filmes, e são muito bons, logo, os livros devem ser melhores ainda!
    Tô lendo As virgens suicídas do Jeffrey Eugenides, acho que também poderia estar nessa lista.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a ideia do post, mas esses livros não chamaram muito minha atenção. Embora tenha gostado da sinopse de A Estrada e de Não me abandone jamais...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Adorei a ideia do post, mas esses livros não chamaram muito minha atenção. Embora tenha gostado da sinopse de A Estrada e de Não me abandone jamais...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Os dois primeiros são os que eu quero MUITO ler. Ambos tem adaptação, mas só vi a do segundo. Essa capa de "Reparação" ♥

    ResponderExcluir
  10. Chique esse post, haha, não leio nada disso, que vergonha =x
    Gostei de Não me abandone jamais e 1Q84. Ótimas dicas. Beijo!

    ResponderExcluir
  11. No momento eu não gostei de nenhum dos livros.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Adorei as dicas, não conhecia nenhum dos livros. Na verdade acho que já li sobre Não me abandone jamais em algum lugar, não tenho certeza. Enfim, foi o livro que mais me interessou, adorei bastante o título dele também. Não gostei de nenhuma capa dos livros presentes no post :(

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.