21/01/2013

Resenha - O Lado Bom da Vida


Nome: O Lado Bom da Vida
No Original: The Silver Linings Playbook
Autor (a): Matthew Quick
Tradutor (a): Alexandre Raposo
Páginas: 256
Editora: Intrínseca
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. À medida que seu passado aos poucos ressurge em sua memória, Pat começa a entender que "é melhor ser gentil que ter razão" e faz dessa convicção sua meta. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez. Um livro comovente sobre um homem que acredita na felicidade, no amor e na esperança.

Quando solicitei esse livro a Intrínseca não fazia menor ideia do que esperar porque não havia lido a sinopse e estava pensando em apenas mais um romance. Solicitei porque no Goodreads a história é citada como uma versão adulta de "As Vantagens de Ser Invisível". Lutando contra a pouca vontade com a capa de filme assim que o livro chegou resolvi dar uma "olhada" e quando dei por mim já estava na página 181. Matthew Quick nos traz uma história peculiar e envolvente. Diferente e intrigante. Conheçam "O Lado Bom da Vida".

A sinopse diz basicamente toda a parte superficial que você precisa para decidir ler ou não o livro. Pat esteve um bom tempo internado em uma instituição psiquiátrica. Ele perdeu a memória pouco depois de ter sido internado e só lembra de que ele e Nikki, sua "esposa" estão vivendo um "tempo separados". Quando sua mãe aparece para levá-lo para casa Pat fica imaginando se Nikki já pôs um fim ao “tempo separados”, mas toda vez que fala disso sua mãe chora. Em casa não encontra fotos e nenhum resquício de Nikki. Ele ainda tem problemas para controlar o temperamento e toda semana visita o Dr. Patel, que ao longo das consultas se torna mais do que um psiquiatra. Assim como Tiffany, cunhada de seu amigo Ronnie, vizinho da família. Pat segue com sua rotina exaustiva de exercícios, além de ler tudo de literatura americana que encontra. Tudo para mostrar a Nikki que mudou, mas a medida que o tempo passa Pat começa acreditar que está próximo da virada final que vai levá-lo ao final feliz, como nos filmes. Mas sua memória está voltando e sua família deixa escapar pouco a pouco os segredos escondidos. Será mesmo que existe um final feliz para o filme da vida de Pat?

A premissa é quase essa, mas seria injusto simplificar em poucas linhas a história de Pat Peoples. Com pouco mais de cinco páginas já estava envolvida com este peculiar protagonista. A narrativa de Matthew Quick é diferente, simples, mas sensível e com trechos realmente profundos. Alterna momentos tristes com momentos de felicidade e esperança. Além de pequenos toques de um humor estranho, afinal a maioria deles surgem em situações onde não deveríamos rir. A história conquista por oferecer o lado bom de uma vida que não tem exatamente nada de bom. Uma história sobre encontrar forças sem se esperar e esperar coisas boas de onde jamais vão sair.

A crença do personagem na vida é algo extraordinário. Isso pode incomodar os que acham que não existem mais pessoas ingênuas e/ou crentes desse jeito, mas é tocante o esforço que Pat faz para mudar. Mesmo que por motivos errados. Pat é o que as pessoas definiriam como louco. Reage mal a diversas situações, mas tem consciência disso, e almeja com um desejo quase infantil que suas metas se realizem porque afinal tem sido um homem melhor.

Para acompanhar Pat temos sua família, Tiffany e o perspicaz Dr. Patel. O autor foi muito feliz com todos seus personagens secundários. Tiffany passou por mau bocado e está quase tão fragilizada psicologicamente quanto Pat. Uma dupla estranha e imperfeita. A crença de Pat em acabar com o "tempo separados" rendeu ótimos momentos entre ele e Tiffany.

Leitura rápida e viciante. Poderia falar mais sobre o livro, mas está ficando grande demais. Simplificando: tudo funciona bem na história criada por Matthew Quick. Uma história rara, com um protagonista único e surpreendente. Uma história diferente, de luta e esperança. A edição da Intrínseca está ótima, com fonte boa e tradução ótima. A capa eu só gostei da parte preta e da fonte. Odeio capa de filmes, mas perdoável porque a história é muito boa. Recomendado a todos que gostam de um romance diferente. Uma escrita perspicaz, uma visão singular do mundo e um protagonista humano, cheio de falhas e uma crença infinita na beleza da vida. Leiam! Se surpreendam com a história de Pat Peoples. Até mais!

38 comentários:

  1. Toda vez que eu vejo a frase "O lado bom da vida" eu lembro disso aqui - http://www.youtube.com/watch?v=vJowxFv96ig

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha, me deixou bem curiosa para ler o livro. Parabéns!

    Abraços,
    Laura.
    http://resenhasdalau.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. gostei bastante da resenha, mas a premissa de ser um "versão adulta de as vantagens de ser invisível" não me agradaria se eu lesse em qualquer outra sinopse. mas gostei de como vc colocou tudo depois.
    e apesar da capa ser de filme, gostei bastante dela, é diferente...
    gostaria de saber como era a capa original

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da capa do livro e quero ler ele pelo que li na resenha parece ser bem legal de leitura facil e rápida, estou muito curiosa em relação a ele já que não gosto muito dos filmes que vem dos livros acho que ficam péssimos.

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha! Quero ler antes do filme, mas não sei se vou conseguir. Não sabia também do que se tratava e estou bem surpresa. Nunca leio romances muito diferentes e acho que vou gostar. Não gosto das pessoas da capa também, mas o meio ficou legal. Ótima resenha como sempre! Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Geeente toda vez que vejo a capa desse livro tenho vontade de chorar -no bom sentido... ou não - porque quero MUITO lê-lo. Essa semana mesmo vou dá meus pulinhos e comprá-lo principalmente depois que vi o trailer e a curiosidade aumentou ainda mais.
    Ótima resenha ;)

    Beijão!
    http://literarioecultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Esse filme está concorrendo à alguns Oscars, e fiquei intrigada por ser baseado em um livro. Sua resenha me deixou doida para lê-lo, parece o tipo de história de que estou precisando nesse momento.

    Linda a resenha.

    Abraços
    Gabi Lopes

    ResponderExcluir
  8. Esse filme está concorrendo à alguns Oscars, e fiquei intrigada por ser baseado em um livro. Sua resenha me deixou doida para lê-lo, parece o tipo de história de que estou precisando nesse momento.

    Linda a resenha.

    Abraços
    Gabi Lopes

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante da resenha, e amei ainda mais a capa porque tem o meu lindo e gostoso Bradley Cooper.Desde que vi o trailer do filme a primeira vez (já revi e revi de novo) desejei ler o livro, tenho que ler o livro. Sei que pelo que li em outras resenhas, o livro é um pouco diferente do filme, mas pelo que se da pra notar através do trailer. Quero muito ler esse livro, e apreciar a leitura.!

    ResponderExcluir
  10. AAhh, tô louca pra ler! E adorei a capa...

    ResponderExcluir
  11. Eu tô louca pra ler esse livro desde que fiquei sabendo que o filme está concorrendo ao Oscar e, agora que eu li a resenha, tenho certeza que eu não só quero ler... EU PRECISO LER! *-*

    ResponderExcluir
  12. Bem como você citou As vantagens de ser invisivel...eu acabei de ver este filme legendado, nem sei porque vi, pois não estava interessada no livro...mas ai sei la o filme meio que foi surpreendente, principalmente a ultima meia hora e agora quero ler o livro, e sobre o lado bom da vida, eu também não tinha me interessado mais vi o comercial falando do filme...e me interessei pois lembrou as vantagens de ser invisivel, ai quando li está resenha (pulando os detalhes sobre a história) fiquei impressionada com a vontade que deu de conhecer a história mais a fundo! Vou até ver o filme na net legendado!
    Fiquei bastante impressionada, e até que a capa do livro é legal :)

    ResponderExcluir
  13. GGostei da resenha, e do livro. Parece ser bom mesmo, estou com bastante vontade de ler agora.

    ResponderExcluir
  14. Já vi algumas resenhas do livro e me parace muito bom, também to louca pra ver o filme. O casal é muito perfeito juntos ♥

    ResponderExcluir
  15. Engraçado, eu gostei da capa, mas não gostei da sinopse. Se não fosse a sua resenha, eu não daria nada por esse livro. Como sempre as suas resenhas despertando a minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  16. Essas estórias de amnésia me agradam ^^

    ResponderExcluir
  17. Essas histórias que envolvem perda de memória geralmente são bem engraçadas.
    Assim como um pouco dramáticas também.
    Uma combinação perfeita.
    O livro parece bom, obrigado pela sugestão.
    Havia visto várias a capa desse livro, porém não sabia do que se tratava.

    ResponderExcluir
  18. Desde que a lidona da Jennifer Lawrence foi divulgada como sendo a protagonista do filme que fiquei ligado a ele. Para chegar ao livro foi questão de tempo. É emocionante e queria ter vários desses para presentear meus amigos.

    ResponderExcluir
  19. Quero muito ler o livro antes de assistir o filme. A percepção é completamente diferente acho a origem da história mais importante do que adaptação.
    Adorei a resenha e fiquei animada com o que li sobre o personagem e sua visão de vida. Quero muito ler rápido, assim emendo no filme. Abraços!

    ResponderExcluir
  20. Ai quero muito ler o livro e ver o filme também, o enredo é fantástico.
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Me parece ser muito bom esse livro, tenho que ler antes de ver o filme. Que é com uma as minhas atrizes favoritas :D Jennifer Lawrence!

    ResponderExcluir
  22. Sou igual a você, não gosto de capas de filmes! Prefiros capas normais. Mas vamos lá, adorei a sua resenha. Não sabia do que se tratava, só me dei conta que esse livro é um filme no dia da premiação do Actors que a atriz coadjuvante venceu. E vi algumas partes do filme. Parece um livro bem denso, mas vc falou que a leitura flui muito rápido. Me deu vontade de ler!
    beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  23. Também achei que fosse um romance, não que eu não goste, mas estava pensando em só ver o filme... quando assisti o trailer do filme fiquei louca pra ver, e como vi sobre o que se tratava comecei a me interessar por ler o livro!
    Não procurei a capa original, mas apesar de ser a capa do filme eu gostei.
    Adorei a resenha! Mas vou ver o filme antes, pq se vir depois de ler tenho certeza que vou me decepcionar...

    ResponderExcluir
  24. Este livro está no TOP dos mais TOPS dos meus desejados, vou ver o filme dele terça feira e já pretendo adquirir o livro muito em breve, pois parece incrível! Adorei a resenha, bjos!

    ResponderExcluir
  25. Entro na fila dos que acharam que era só romance. Assisti o filme semana passada e estou com muita vontade de ler agora que descobri o livro. Sua resenha faz parecer que o livro é ótimo, mas diferente um pouco do filme. Será que entra na lista dos melhores que o filme? Adorei a resenha! Beijo!

    ResponderExcluir
  26. Eu não aguentei e acabei comprando o livro na pré-venda, estou muito ansiosa para le-lo!

    ResponderExcluir
  27. O livro parece-me ser bem interessante e pretendo ler. Gostei muito da sinopse e da resenha que está maravilhosa.

    ResponderExcluir
  28. Eu tb não gosto de capas com fotos de filme =/
    Uma pena pq esse livro em específico nem tem outra versão de capa a não ser essa.

    Fiquei pensando, tadinho desse cara, parece ser tão positivo e ainda assim pela resenha parece que tudo de ruim acontece na vida dele =/

    ResponderExcluir
  29. Nossa, eu não sabia que comparam esse livro com As Vantagens de Ser Invisível.
    Eu também achava que esse livro era só mais um romance, principalmente depois que lançaram o filme. Mas como sou neurótica, quero ler o livro antes, para ver se realmente é legal como dizem.

    ResponderExcluir
  30. Ola! Tudo bom?
    Tenha mta vontade de ler esse livro, pq todo mundo fala que é mto bom, e o Pat parece ser um personagem cativante e inspirador!
    Bejos!

    ResponderExcluir
  31. Livro perfeito! E o filme super-premiado só enfatiza esse fato.
    @DavidLBromsson

    ResponderExcluir
  32. Assisti o filme e não li, ta errei porque eu não gostei do filme e fico desanimada em ler. Mas pela tua resenha to quase apostando que o filme não tem muito a ver com o livro. Então ler ou não ler deixa de ser uma dívida. Vou ler!
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  33. É engraçado que esse livro/filme tem tudo pra ser uma história que eu goste, mas eu não consigo me animar com a história. Vi muitas críticas positivas e a sua resenha, assim como outras, muito empolgada, mas não tenho vontade.
    =/
    Não me entendo.

    ResponderExcluir
  34. Não dava NADA por esse livro,até pq não achei isso tudo que estavam dizendo do filme.Como estava errada e ainda bem,pois Pat me conquistou de forma simples e imediatamente logo nas primeiras páginas.Nunca ri tanto com um livro e a história é bem legal e diferente. Adorei e bem melhor que o filme,sem dúvida. :)

    ResponderExcluir
  35. Eu li o filme e li o livro. Foi praticamente nesta ordem. E fiquei surpresa ao descobrir que o filme e o livro são diferentes.

    ResponderExcluir
  36. Amei o filme , fiquei curiosa e li o livro , e amei ,
    tão diferente dos livros que costumo ler , foi um frescor ,
    tão engraçado , muito envolvente , devorei !

    ResponderExcluir
  37. Confesso que curti mais o filme que o livro, isso é raro!

    ResponderExcluir
  38. Graças a este post eu decidi ler o livro. Recentemente, vi o filme e fiquei fascinado especialmente desde.... Eu sou definitivamente um fã Bradley Cooper e seus filmes não me perder, embora alguns são muito mal feitas. Pela maneira, recentemente eu vi americana Sniper, uma proposta que eu recomendo muito para ver.

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.