04/01/2013

Resenha - Nada É Para Sempre


Nome: Nada É Para Sempre
No Original: No Such Thing As Forever
Autor (a): Ali Cronin
Tradutor (a): Rita Sussekind
Páginas: 272
Editora: Seguinte
Comprar: Leitura - Travessa - Saraiva - Cultura
Sinopse: Em seu grupo de amigos, Sarah sempre foi a “boa menina”. Um pouco careta, talvez, mas aquela com quem todos sabiam que podiam contar. Isso até que ela conhece Joe - um garoto mais velho, lindo e sedutor - durante as férias em Barcelona e acaba perdendo a virgindade com ele. De volta à Inglaterra e à companhia dos amigos, Sarah tenta manter uma relação à distância com Joe, que está na faculdade. Ele demora para responder suas mensagens de texto, não telefona, parece estar sempre ocupado. Mas quando os dois se encontram Sarah tem certeza de que devem ficar juntos, então faz de tudo para que sua relação seja especial. Seus amigos, por outro lado, não estão certos de que o rapaz a merece. Sarah acha que tudo não passa de inveja, e os atritos começam a surgir.

Livro de dezembro da parceria com a editora Companhia das Letras este é um livro que não sabia bem porque queria ler. Não sou chegada a romances adolescentes, mas lendo sobre a série achei bastante similar a série de TV britânica "Skins", porém mais suave em certos aspectos. Ali Cronin conta a história de um grupo de amigos, Cass, Donna, Ashley, Ollie, Jack, Rich e Sarah. O primeiro livro é a história de Sarah.

Sarah sempre a mais certinha do grupo, não ficava com vários e também não namorava muito. Era a última virgem do grupo e estava começando a se sentir mal com isso. Cass namora Adam, um cara que a traí e grosso, mas ela faz vista grossa. Donna é diferente de todas, mais tranquila, e madura quanto a esses assuntos. Ashley é a liberal do grupo, sempre ficando com um e com outro, não se apega a ninguém jamais. Faltando poucas semanas para as férias acabar Sarah viaja com a família para Espanha. Entediada e sem companhia acaba conhecendo Joe. Ele está no país com seus amigos, é de Londres e faz faculdade. Sarah nunca soube manter a conversa com garotos, por isso foi uma surpresa ter se entendido tão bem com Joe. Ela finalmente tem sua primeira vez, mas Joe volta primeiro para Londres e quando suas aulas começam ela está empolgada para encontrar com ele. Suas amigas dizem que se em duas semanas ele ainda não ligou é porque não quer nada sério. Sarah tem certeza de que ele está apaixonado e que só está ocupado. Entre encontros e desencontros vai passar por altos e baixos até descobrir o que realmente ela tem com Joe.

A premissa é essa, parece simples quando se observa por esse ângulo, mas a construção da trama e dos personagens se mostra mais intricada. São jovens, com personalidades diferentes e a autora explorou as nuances do final da adolescência. A narração é em primeira pessoa, por isso tramas secundárias são quase nulas. A ideia da série é apresentar em cada livro um dos personagens, seus problemas e consequentemente sua visão das amigas, amigos e do grupo. Ali Cronin deixa claro desde o começo que o diferencial de sua história é não poupar cenas de sexo e o palavreado. Todas as cenas foram narradas com detalhes cautelosos, mas o que se destacou na escrita da autora é que ela consegue ser crível. Não narra adolescentes que parecem adultos.

Por outro lado Sarah é bem chatinha em algumas partes. Eu entendo o lance de ter dúvidas e de se iludir, os medos e as incertezas porque Joe era mais velho. O que não entendo é ela parar de falar com amigas de anos porque elas estão abrindo seus olhos. E outra, quando alguém está iludido geralmente não tem dúvidas e cismas. Sarah o tempo fica no "acredito e não acredito" em Joe. Já tive amigas quando estava na escola na mesma situação e o maior problema era justamente nunca duvidar da pessoa. Dos personagens secundários a melhor é Ashley e é por isso que estou ansiosa pelo próximo volume, que traz a história dela.

Leitura rápida, que entretêm e que com toda certeza vai agradar adolescentes de até 16, 17 anos. Não recomendo aos muito jovens pelas cenas de sexo. A autora retrata bem o que é ser adolescente na Inglaterra e pela variedade do grupo, de personalidades a famílias diferentes, é possível que venha muitas histórias boas e com certa complexidade por ai. A edição da Seguinte está ótima, fonte agradável e a capa tem uma textura aveludada. Recomendado a jovens como disse, e para os que curtem romances. Leiam! Até mais!

Garota < 3 Garoto - Ali Cronin
1- Nada É Para Sempre
2- Dizem Por Aí
3- Três É Demais
4- Lições de Amor
5- She's The One
6- You And Me Always

22 comentários:

  1. Pq vc coloca a sinopse duas vezes? Na resenha e em cima.....'-'

    ResponderExcluir
  2. Não é de meu interesse esse livro... A temática realmente é pra adolescentes, parece simples e sem muito conteúdo. Mas pra quem for dessa idade, talvez goste!

    ResponderExcluir
  3. Assim, não curto esse tipo de livro... Mas já ouvi falar muito bem dele. Há quem goste...

    ResponderExcluir
  4. Apesar da capa bem legal e do tema interessante, não senti muita vontade de ler. Talvez mais pra frente.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  5. Eu vi esse livro pela primeira vez num video, e me apaixonei por ele. Por ser uma trama adolescente eu já quero ler, e rápido.
    Acho legal essa mescla de personalidades entre os personagens, e gosto de ver as diferenças entre eles. Espero gostar do livro e lê-lo em breve!

    ResponderExcluir
  6. "O que não entendo é ela parar de falar com amigas de anos porque elas estão abrindo seus olhos. E outra, quando alguém está iludido geralmente não tem dúvidas e cismas. Sarah o tempo fica no "acredito e não acredito" em Joe."

    Olha, se tem uma coisa que entendo é isso. Quando tinha meus 15 anos "namorei" um guri mais velho e praticamente fiz isso. Não cheguei a parar de falar com as minhas amigas, mas certamente briguei bastante quando elas tentavam abrir meus olhos. Ao mesmo tempo que brigava, sabia que no fundo elas tinham razão. Ao mesmo tempo que acreditava no que o guri dizia, sabia que tinha coisas que não fechavam. Me ferrei, é claro. Enfim, aprendizados da adolescência :p

    O livro parece legalzinho, mas não deu vontade de ler. Até gosto de romances adolescentes, mas não é o tipo de leitura que tenho tido no momento.

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca tinha ido com a cara desse livro, mesmo sem antes ler nenhuma resenha, agora então que li a sua resenha, acho que não quer mesmo ler :S
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Gente li a resenha do três e fiquei morrendo de curiosidade para conhecer, adorei a resenha e essa também, o jeito que tu falou me deixou bem curiosa e pareceu bastante realista, adorei conhecer mais. Adorei a resenha, bjo!

    ResponderExcluir
  9. O problema é que quem está do lado de fora enxerga o que está acontecendo e a pessoa interessada não enxerga ou simplesmente prefere não enxergar; é o caso da nossa protagonista. eu vou ler o livro mas estou esperando o restante da série.

    ResponderExcluir
  10. Pela sua resenha dá para perceber que o livro retrata o mundo de adolescentes, e como disse a autora não pecou em misturar muita maturidade, acredito que seja um dos motivos da indecisão e afastamento das amigas. Vai ser um livro que vou amar ler!

    ResponderExcluir
  11. Eu acho que vou curtir a leitura dessa série pela questão de cada livro ter uma protagonista diferente. Só vou ficar com raivinha das mais chatas, rs.
    Achei interessante demais a autora ter criado vários pontos de vista em um mesmo grupo de amigos...

    ResponderExcluir
  12. confesso q no começo não estava animada para ler esse livro, mas depois dessa resenha maravilhosa rsrr... fiquei super ansiosa.. bjs ;)

    ResponderExcluir
  13. Me parece uma história comum entre adolescentes , não me chamou taaanto a atenção, mas fiquei com um pouco de curiosidade em ler! Achei interessante o que a autora criou, e isso realmente chama a atenção :D

    ResponderExcluir
  14. Sempre tive uma grande curiosidade para ler essa série!!
    Vou confessar que adoro esse tipo de clichê.
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Livro que conta a história de uma a típica garota certinha que sempre seguiu as regras e nunca se importou com relacionamentos até que conhece um garoto que a faz questionar sobre o que é certo ou errado. Acredito que a autora abordou com maestria a questão dos relacionamentos conturbados e como eles afetam tudo ao seu redor. Livro recheado de cenas cheias de romance idealizado, paixão, situações reais e dramas adolescentes que já foram vivenciados por muitas pessoas.
    Quero ler.
    Ótima resenha
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Gosto bastante desse tipo de trama, pois as personagens e situações são mais próximas da realidade. Podemos ver claramente coisas que vemos no nosso dia-a-dia, mesmo que não sejamos mais adolescentes. Estou bem curioso pra ler essa série em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  17. Curto romances! Acho que esse se aproxima bastante da realidade.

    ResponderExcluir
  18. gosto de romances e de tramas como o exposto acima, mas talvez pelo fato de ser tão 'adolescente', não me agrade muito. Mas...

    ResponderExcluir
  19. A primeira coisa que me chamou atenção foi você comparar o livro à série Skins, eu adorava assistir e desconfio que sentirei o mesmo lendo este livro. Mesmo aos 20 anos ainda continuo gostando desse gênero, me faz relembrar de quando era na minha adolescência, que por sinal não acabou há muito tempo rs, é a época em que estamos em nosso auge. Achei muito legal a proposta da autora, criar um grupo de amigos e apresentar cada um deles. Estou muito curiosa para saber o que vai acontecer com nossa protagonista Sarah.

    ResponderExcluir
  20. Esse séria parece ser ótima estou bastante interessada em ler todos os livros!

    ResponderExcluir
  21. Depois de ler a resenha cheguei, como você, a conclusão de que a estrutura desse "romance adolescente" é bem parecido com Skins. Não sei se gostarei dessa personagem do primeiro livro (odeio personagens inseguras e iludidas), mas quero muito ler esse livro e toda a série também.

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.