05/12/2012

Resenha - Legend


Nome: Legend
No Original: Legend
Autor (a): Marie Lu
Páginas: 256
Editora: Prumo
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

Desde que descobri este livro no Goodreads no começo do ano fiquei curiosíssima para ler, mas não tinha esperanças. Já estava convencida de que demoraria a sair ou nem sairia. Por isso foi com imensa e deliciosa surpresa que vi o título nos lançamentos da editora Prumo. "Legend" é mais uma trilogia de distopia, mas consegue surpreender investindo em personagens e desenvolvendo uma trama de guerra, com desdobramentos fortes, que vão desde manipulação de doenças a assassinatos em massas.

Day é um garoto que vive nas ruas desde os dez anos quando foi reprovado no teste e fugiu antes de ser assassinado com todos os outros que não passaram. Nestes cinco anos se tornou o criminoso mais procurado da República, mas nunca se envolveu em crimes hediondos. Sempre roubos e salvamentos. Day estava preocupado porque a porta se sua família havia sido marcada com xis vermelho que indica contaminação pela praga. Precisava fazer algo antes que todos eles fossem levados e misteriosamente desaparecessem do mapa. Enquanto isso na universidade de Duke June é chamada mais uma vez a sala da diretoria. Ela é o prodígio da República. Tirou nota máxima no teste e foi encaminhada para a melhor universidade, a que lhe garantiria um cargo no alto comando quando formada. Ela e o irmão são sozinhos. Os pais morreram em um trágico acidente e desde então Metias cuida dela. Ele é militar de alto cargo. O destino dos dois converge quando Day é acusado do assassinar o irmão de June, que é promovida a agente e enviada em seu encalço. A partir daí entre mentiras e descobertas os dois descobrirão que nem tudo é o que parece ser.

A história é distópica e o foco neste primeiro volume da trilogia é a apresentação da trama central e dos protagonistas. A narração alternada entre os dois permite visões muito singulares de como funciona a vida no que antes foi os Estados Unidos. O investimento no lado militar, na guerra e nas estruturas da República é interessante apesar de construir e mostrar apenas o presente. Enquanto a autora desenvolvia a caçada de June acompanhamos um cenário com muitos contrastes gritantes típicos de países em guerra. Se por um lado o universo criado por Marie Lu mostra tecnologias avançadas, prédios modernos e diversos itens inovadores, por outro as cidades ainda possuem partes pobres, antigas e insalubres.

O sistema de provas para definir aonde cada criança vai se encaixar na sociedade funciona bem quando aliada a pesquisas genéticas e assassinatos em massa. O lado militar da história é bastante forte e não me surpreenderia se o surgimento da República estivesse ligado a algum golpe militar ou invasão militar. Talvez por parte da China, ou do Japão já que em alguns momentos houve citações sobre a descendência de Day e até mesmo June. A insígnia na capa só deixa claro o militarismo da história. Estou curiosíssima. Primeiro porque guerras sempre me atraíram segundo porque gostei bastante dos dois protagonistas. Um aprendeu com a vida o outro a vida toda. O modo com a autora desenvolveu a trama e a reviravolta do meio do caminho possibilitou que a aproximação dos dois fosse diferente. Surpreendeu-me e casou muito bem com a intenção da autora.

Leitura rápida, com ritmo forte, narrativa direta e final eletrizante. No balanço geral a história soa bem mais sombria do que parecia a primeira vista e que promete surpreender nos próximos volumes. Se a autora tivesse optado por apresentar a origem desse mundo o livro teria mais umas 150 páginas. Por focar nos protagonistas e nos segredos do presente da República esse lado não fez tanta falta, deixando no ar aquela curiosidade e várias teorias. A edição da editora Prumo está ótima. Fonte muito agradável, com detalhes nas páginas bonitas. A capa foi mantida, mas é fosca e sem relevo. É uma história que um bom filme. Recomendado a todos que gostam de uma boa distopia, com ação, guerra, militarismo e manipulação. Leiam! Até mais!

Trilogia Legend - Marie Lu
1- Legend
2- Prodigy
3- Sem Título Ainda

35 comentários:

  1. olá Yasmin,

    Legend foi uma das minhas melhores leituras do ano, junto com Divergente, A Seleção, Estilhaça-me e tantos outros!
    Espero que a continuação seja ainda melhor!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. É impressionante como estão escrevendo tanta distopia... como se fosse um gênero novo de moda, mas nada mais é que um olhar mais profundo sobre a humanidade de ângulos (futurísticos) diferenciados. Já fazia com maestria Orwell, Huxley e Saramago. Ainda não li esses da atualidade, um dia pego pra ler :)

    Luciana

    ResponderExcluir
  3. Mais um distópico que eu quero ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que estou amando essa onda de distopias. Não tenho nada contra e até me assusto com o quanto alguns desses enredos são possíveis. Acho válido ler o tipo e não entendo quem critica tanto. Nenhum gênero nasce sem outros livros seguirem aquele estilo.

    Adorei sua resenha! Esse fundo de militarismo é bem legal mesmo. É meio que assustador quando um país está nas mãos de militares e pensar num futuro assim é tenso. Ótima resenha como sempre. Quero muito ler. Adorei o logo e estou bem curiosa. Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Tava vendo esses dias esse livro como possível compra. De uns meses pra cá comecei a me apaixonar por distopia, mas como tem vindo muitas modas né, a gente fica até meio assim de comprar. Mas gostei do contexto, ao que me parece é uma distopia completa, envolvendo guerra, militarismo e manipulação. Adorei o fato de ter focado nos personagens, é legal ver o ponto de vista de quem vive num universo distópico, dá impressão que estamos lá. E foi essa impressão que tive com JOgos Vorazes tbm. Espero que esse livro seja tão bom quanto JV.

    ResponderExcluir
  6. Li o livro a alguns dias e gostei muito, não que distopia seja meu estilo literário favorito, mas a trama de "Legend" me agradou bastante. Li a resenha dele em outro blog que eu sigo e confesso que olhando apenas a capa eu não dava muita coisa para a história, mas me surpreendeu.
    Os personagens principais são inteligentes e sabem como agir de acordo com a situação a qual estão expostos.
    Tenho certeza que esse livro vai agradar a todos os leitores, não tem como não gostar, achei que tudo estava na dose certa.
    Parabéns pela resenha, me identifiquei muito com ela.

    ResponderExcluir
  7. Estou doida com o livro e amei sua resenha! Estou meio viciada em distopias e algo com militare e guerra parece promissor. A capa é o máximo mesmo e que pena não é cintilante, metálica. **=

    ResponderExcluir
  8. Eu também sou uma das que estou doida para ler esse livro. Não ligo para quem fala de distopia, eu adoro! Ótima sua resenha como sempre me deixando com mais vontade de ler o livro ainda. June parece o máximo e amei a capa. Queria esperar o dois sair, mas se ganhar num sorteio não vou resistir. =D Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  9. Eu não sabia que esse livro é outra distopia... Pelo jeito Histórias Distópicas é a nova moda, não é... Mas eu adoro distopias.. Eu nunca tinha lido uma resenha desse livro, essa foi a primeira, e confesso que eu fiquei bem curioso para saber onde essa história termina. Acho que vou colocar "Legend" nas minhas próximas compras! :)
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  10. Estou curiosa por esse livro , quero conhecer a historia de Day e June e ver se eles conseguem descobrir quem matou o irmão dela.

    ResponderExcluir
  11. Até estou curiosa quanto essa obra... Mas, preciso de um tempo das trilogias!

    ResponderExcluir
  12. Yasmin!
    Os livros futuristas e distópicos são bem interesantes porque nos mostram uma realidade totalmente diferente da nossa (será?).
    Fiquei interessada em ler o livro e toda a série, gosto do tema.
    Boa resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  13. De cara ja tinha gostade desse livro pela capa (apesar de nao conseguir imaginar o mundo em 2.130 ), o mundo que a autora relata deve ser muito.. louco. Curiosidade a parte para conhecer Day, gostei da personalidade dele.

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito da resenha que fez com que eu desejasse ainda mais ler esse livro que estou super curiosa quanto a ele.

    ResponderExcluir
  15. Pois é... mais uma distopia, e eu ainda não li nenhum livro desse gênero!
    Parece bem interessante, mostra os dois lados da sociedade, o rico e o pobre, e isso está começando a ser bem presente nas distopias, pelo que pude perceber... Espero lê-lo em breve.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  16. Há um bom tempo tenho desejado esse livro, está entra minha lista de próximas leituras.
    Adoro uma boa distopia.
    E a capa já me chama a atenção.
    Excelente resenha,
    e obrigado pelo reforço na sugestão!

    ResponderExcluir
  17. Nunca li uma distopia e estou louca para ler uma. E já ouvi falar muito bem desse Legend. E o que achei bom que na sua resenha a gente fica sabendo como vai ser tratado o primeiro livro da trilogia. Deve ser bem interessante mesmo.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  18. ]No começo de Legend me atrapalhei, a ponto de quase não gostar, o que me fez perceber que não gosto de livros narrados em primeira pessoa em que o narrador é alternado (também tinha tido dificuldade com Puros). Mas depois que as histórias "se juntaram" eu comecei a achar muito bom, e amei o final. Estou bem ansiosa pela continuação.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  19. Só de ser uma distopia eu já gostei, estava vendo outro dia esse livro pra comprar, mas fiquei meio na dúvida, mas agora que li sua resenha não posso deixar de ler o livro, e ainda mais que vai lançar o segundo e eu não posso ficar por fora né, amei!
    Bgs

    ResponderExcluir
  20. Ótimo livro. Mais uma excelente distopia!
    Espero que os livros seguintes saiam logo.
    Bela resenha!!
    @DavidLBromsson

    ResponderExcluir
  21. Você escreve resenhas incríveis! Fiquei louca pra ler, mesmo você dando só 4 estrelas

    ResponderExcluir
  22. Amei sua resenha, e já fiquei mto animada com esse livro!!
    Ele acabou de entrar na minha lista de livros para ler
    parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  23. Nunca fui muito ligada em distopia, mas hoje vejo um nível tão bom que fica impossível não querer ler! Marie Lu escreve montou uma trama que fica impossível não querer saber oque vai desenrolar. O tristye é ter que esperar o próximo livro da trilogia!!! Excelente resenha

    ResponderExcluir
  24. Antes eu realmente não curtia muito distopias, mais agora são tantos lançamentos diferentes, que não tem nem como não gostar. Eu vi tantas resenhas legais sobre esse livro, que estou muito empolgada para ler *u*
    Parabéns pela resenha mesmo, fiquei mais curiosa ainda em relação ao livro
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Essa Distopia promete! Militarismo e jogos de política sempre foi um ponto que me pegou! Ansiosa para ler essa trama e ver se é tão boa quanto parece! Esperemos que os próximos livros não demorem.

    ResponderExcluir
  26. Ah, tô dando um temo de distopias...rsrsrs

    ResponderExcluir
  27. Esse livro me foi muito bem recomendado e pretendo lê-lo

    ResponderExcluir
  28. A capa é linda *-*
    E já li varias resenhas deles todos aprovam o livro, então tô louca pra ler'

    ResponderExcluir
  29. Estou super curiosa, a capa é linda, a história é bem interessante e é mais uma distopia *-*

    ResponderExcluir
  30. Não parece ser mais do mesmo?
    Com tantas distopias por aí, nada parece mto original mais.
    Gosto de distopias, mas depois de ler tantas seguidas a formula meio que começou a cansar já.
    Será que Legend ainda tem por onde surpreender?

    ResponderExcluir
  31. Legal, parece ser um conto que envolve muita ação! Tomara que ele seja mais focado na guerra e não fique muito preso ao drama de Day e June. Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Ganhei esse livro, mas ainda não li, adorei a resenha e já estou empolgada para lê-lo, mesmo tendo alguns pontos negativos, os positivos se sobressaem!

    ResponderExcluir
  33. Legend com certeza eh minha paixão,amo esse livro!!

    ResponderExcluir
  34. Eu sempre leio algo deste livro, mas até agora não o li. Talvez, eu o leia. Espero que seja bom. Alguns distópicos costumam ser bons, e como eu já disse, eu espero que esse seja.

    ResponderExcluir
  35. <3 Distopia <3 Sem dúvida meu gênero preferido, estou louca em busca de distopias, depois que li "Feios" e "Divergente" simplesmente pirei nesse estilo de leitura.
    Legend parece ter um tema totalmente inovador, apesar de muitos dizerem que distopias são todas cópias umas das outras, eu não acho, inclusive fico indignada quando dizem que Divergente é cópia de THG, acho que cada uma tem suas semelhanças e suas particularidades, mas de modo algum são cópias. Legend promete me prender até a última página e vai acabar se tornando um dos meus preferidos!!

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.