28/11/2012

Resenha - Gata Branca


Nome: Gata Branca
No Original: White Cat
Autor (a): Holly Black
Páginas: 360
Editora: Rocco
Comprar: Travessa - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Cassel vem de uma família de mestres da maldição – pessoas que têm o poder de mudar emoções, memórias e destinos com o mais leve toque das mãos. Mas fazer isso é ilegal, o que significa que todos eles são criminosos. Exceto Cassel. Ele não tem o toque mágico, está de fora: é o único filho normal em uma família paranormal. O único detalhe é que matou sua melhor amiga. Tentando fugir de seu terrível passado, Cassel faz de tudo para ser como os outros garotos. Uma noite, porém, tudo vai por água abaixo: depois de sonhar repetidas vezes com uma estranha gata branca, um ataque de sonambulismo o põe em perigo e ele começa a achar que seus irmãos estão escondendo mais do que alguns segredos. Desconfiado de que não passa de uma pequena peça de um grande golpe, Cassel começa então a fazer uma busca em seu passado e em suas memórias, que parecem lhe fugir. Para desvendar os mistérios de sua vida, ele vai precisar armar um verdadeiro golpe de mestre.

Faz quase um ano que conheci a trilogia "Mestres da Maldição" e fiquei bastante interessada, afinal está cada vez mais difícil encontrar algo dentro do gênero juvenil, jovem adulto que não seja distopia, romance e fantasia tradicional. Para completar minha vontade de ler a trilogia descobri que a Rocco lançaria. "Gata Branca" é o primeiro livro que recebo através da parceria com a editora e não poderia ter escolhido melhor. Holly Black nos leva através de um mundo rico e criativo que traz uma visão totalmente inovadora de magia.

Usar os poderes de mestre é ilegal e por isso todos usam luvas. Você não quer se enfeitiçado sem querer ou sem perceber. E por ser ilegal a maior parte dos mestres trabalham para grandes famílias mafiosas. A família Sharpe trabalha para os Zacharov’s por gerações, mas as coisas estão estranhas desde que Cassel matou Lila, filha do chefão da família. Ele não se lembra de nada além de estar coberto de sangue. Seu plano de ter uma vida normal no colégio estava indo bem até que acorda no telhado da escola no meio da noite. Ninguém acredita em crise de sonambulismo e por isso é mandado para casa. E logo na primeira noite Cassel começa a perceber que tem alguma coisa errada com ele. Sonhos estranhos com uma gata branca e conversas entrecortadas fazem com que ele vá atrás de respostas. Será que tudo o que ele acreditou nos últimos anos é uma mentira? Será possível que ele seja um mestre? E o que de fato aconteceu no dia em que matou Lila?

Essa é a premissa central da história. A narrativa de Black é fluida com um ritmo cadenciado que desenvolve a trama ao mesmo tempo em que constrói o pano de fundo, o universo da história. Nos primeiros capítulos a dúvida é constante, afinal onde estamos sendo levados? A opção da autora de introduzir o universo através das pistas e dúvidas de Cassel foi arriscada, mas funcionou muito bem aliado aos diversos pequenos mistérios que foram aparecendo. A partir do momento que essas pequenas partes foram se conectando o ritmo da trama ganha fôlego e leva o leitor a um final surpreendente e eletrizante. O universo criado por Holly Black é intrigante e inovador, foge do lugar-comum que os livros jovens caíram. E o desenrolar da trama não é nada simples. É uma trama intricada, inteligente, que dá voltas sem perder ritmo, e que surpreende pelo rumo que toma. Você jamais acertará a partir dos primeiros capítulos qual será o fim da história. Essa imprevisibilidade e a riqueza dos conceitos é que fazem toda a diferença.

Todo o clima de máfia é interessante. Colocar o foco ali usando essa magia que é os mestres foi bem criativo. Mal posso esperar para descobrir o que vem por ai. O conceito de mestres e o que cada um faz é fascinante. A magia aqui é intrínseca, própria do ser humano. As pessoas nascem com certo dom e dependendo deste dom são considerados mestres da maldição ou não. Você pode ser mestre sem ser da maldição. Na família de Cassel todos são mestres, exceto ele. O avô é mestre da morte, a mãe mestre das emoções. O avô não tem os dedos da mão direita porque toda vez que um mestre faz uso do dom ele tem um rebote. O rebote para o dom da morte é perder partes do próprio corpo. Um mestre da memória quanto mais usa o dom mais perde a própria memória.

Os personagens é o fecho de uma construção muito benfeita. Cassel é um protagonista diferente, inteligente, e que não precisou de muito tempo para descobrir o óbvio como acontece em outros livros. Quase não leio livros narrados por rapazes e foi muito bom ter a voz de Cassel na narração. Ele conquista o leitor logo nas primeiras páginas e toda a engenhosidade da trama funciona se aplica também ao personagem. Os secundários também não ficam atrás. Com participações grandes ou pequenas todos cumprem bem seu papel e possuem nuances próprias. O final permitiu uma abertura maior para vários deles, o que me deixa mais curiosa sobre o segundo livro e a participação deles na trama.

Leitura rápida, instigante, de história única e surpreendente. A tradução de Regiane Winarsky conseguiu manter, transportar as características mais fortes da escrita de Holly Black mantendo assim o clima sombrio, estático da história. A edição da Rocco está ótima, fonte bastante agradável e gostei da opção de capa. É uma história que certamente ficaria perfeita no cinema. Em meio a tantos sobrenaturais comuns é sempre agradável descobrir uma história como essa. Extremamente rica e criativa. Recomendado a todos que estão à procura daquele algo a mais. Uma trilogia que vai agradar a todos. Mistério, crime, suspense, magia e romance. Tudo junto em uma só surpreendente história. Leiam! Até mais!

Mestres da Maldição - Holly Black
2- Red Glove
3- Black Heart

33 comentários:

  1. OMG! Saiu a resenha que estava morrendo esperando :D Agora sim eu preciso ler mais ainda. Já estava de olho nele desde que lançou, mas sua resenha duplicou minha ansiedade. "intrigante, inovador, surpreendente" e "que foge do lugar-comum". O que mais preciso? Falou tudo. E sem falar que amei a capa. Ótima resenha! Torcendo por um sorteio. *=*

    ResponderExcluir
  2. Vou adicionar na minha lista, estava na dúvida porque é trilogia e não queria mais uma, ainda mais juvenil, mas o que você falou sobre ser de um tema diferente me animou. A capa também é bem bonita nos tons de preto vermelho e branco. Da autora só ouvi falar de Spiderwick e agora quero muito ler essa. Ótima resenha como sempre. Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Gostei da história, eu ja tinha ouvido falar que esse livro era muito bom, mas não sabia do que se tratava, e agora lendo resenha deu pra ter noção de que é mesmo bom! Achei super interessante a parte em que toda vez que um mestre faz uso do dom ele tem um rebote... Então eles tem tipo um limite... Quero saber mais!

    ResponderExcluir
  4. Parece interessante, gostei da resenha. Conseguiu me deixar curiosa, que é o que importa.
    Tb não leio mtos livros com garotos narrando, não acho mtos, mas qndo acho são sempre otimos.
    Abs

    ResponderExcluir
  5. Amei você ter resenhado esse livro.. Logo que vi que foi lançado no Brasil fiquei maluca por ele. Comprei o meu a uns dias e espero ansiosamente ele chegar.
    Feliz em saber que é tudo o que eu esperava e um pouquinho mais, muito animada para ler logo.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do livro pelo que li na resenha, achei até um pouco de graça por eu já estava meio que formulando um final para o livro quando li a parte onde você disse que isso é muito difícil, quanta coincidência. Bem mas gostei muito da capa.
    E pensando bem acho que esse será meu primeiro livro narrado por um garoto, espero aproveitar tanto quanto você.
    Valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  7. Que trama incrível. Quando vi que se tratava de máfia, já amei né, haha. Gostei bastante dessa mistura de mafia e magia, dos dons, de quanto mais voc~e usa, você perde algo de si tbm. Misturar toda a essência da mafia, crimes e tal num universo mágico ficou demais, parabéns a autora pela idéia. Gosto de livro assim que vc vai descobrindo o mundo junto com o personagem, com as pistas que são dadas, é arriscado, como vc disse, muitos autores não conseguem, mas quando dá certo fica excelente!

    ResponderExcluir
  8. João Paulo Fernandes30 de novembro de 2012 22:50

    Adorei a resenha. Não leio mais muitas trilogias porque não encontro temas diferentes. Tudo o que falou na resenha me chamou a atenção. Máfia e magia é algo curioso que ainda não vi. Adicionei a lista.
    Parabéns pelo blog. Um dos melhores que encontrei pelo Skoob. Resenhas são bastante informativas. Como faço para receber o feed? Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Claro que não foi ele que matou a menina, né? rs...

    Eu achei a história mega interessante, mas é Rocco, então deve ser caro; e é uma trilogia, e eu já tenho milhões de séries pra terminar. Então, por dois motivos, financeiro e de falta de tempo e de vaga na fila de leitura, rs, nçao leria agora. Mas realmente parece ser incrível.

    ResponderExcluir
  10. Gostei da Resenha.
    E com certeza não foi ele que matou a menina,
    é aquela jogada pra lançar um mistériozinho na trama de começo!
    Hehe.
    Gosto disso.
    Parece ser bem interessante.

    ResponderExcluir
  11. Excelente série da Rocco! Holly Black tem muito talento!
    Parabéns pela resenha, Yasmin!
    @DavidLBromsson

    ResponderExcluir
  12. acho que o que me chamou a atenção em Gata Branca foi exatamente o que vc comentou: o fato de ser um livro que foge da mesmice. Não é a primeira resenha que leio elogiando a criatividade da autora em relação à trama e personalidade dos personagens, o que me deixa ainda mais vontade a lê-lo.
    parabens pela resenha.
    bjim

    ResponderExcluir
  13. A sua resenha só me deixou com mais vontade de ler o livro, pena que como é da Rocco, é caro :(

    Que bom ver uma historia que consiga de se destacar em meio a atual onda de fantasias e distopias... Eu particularmente adoro qualquer tipo de ficção,
    mas depois de um tempo enjoa. To realmente precisando de um livro assim
    pra sair da mesmice *-*

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha, me auxiliou muito na escolha dessa obra. Listinha de natal tá cada vez maior XD

    ResponderExcluir
  15. gostei muito da resenha. a capa do livro não tinha me interessado tanto, pareceu normalzinha demais. com um cara lindo e uma gata... mas gostei da sua resenha e gostei desta coisa de mestres da maldição, rebote, estilo máfia sobrenatural, etc.

    ResponderExcluir
  16. Livro bastante interessante, uma historia surpreendente,e com um toque sobrenatural, que eu adoro.
    Quero muito ler esse livro!! *-*

    ResponderExcluir
  17. Louca pra ler esse livro!!! torcendo pra ganhar a promoção... Verba acabou XD

    ResponderExcluir
  18. Também acho que a capa tá muito clean... Mas, o tema tá me deixando curiosa e morrendo de vontade de adquirir o livro!

    ResponderExcluir
  19. Tem coisas bem interessantes. Tenho visto esse livro nos blogs e não tive nenhuma curiosidade de ler anda sobre ele. No entanto li sua resenha e gostei muito. a capa é bonitinha, poderia ser mais trabalhada.

    ResponderExcluir
  20. Não tinha lido nenhuma resenha do livro, e fiquei bastante interessada pela série. Realmente, hoje em dia está difícil achar um livro desse gênero que se sobresaia dos demais. Está ficando tudo meio... padrão. Também li poucos livros narrados por um garoto, acho que seria uma experiência legal. Ótima resenha!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Esse é a segunda resenha que eu leio, e como descreve a escrita da escritora como única e diferenciada, muitos elogios, não conheço nada da autora. com tantos elogios quero muito ler esse livro adoro sobrenatural, suspense parece um livro bastante diferente.

    ResponderExcluir
  22. Adorei realmente a resenha, já estava querendo ler, depois dessa: quero demais!
    Parabens

    ResponderExcluir
  23. Ai, mistério, suspense, fantasia, sobrenatural, esse é exatamente o estilo de livro que eu AMO!
    A RESENHA me deixou com muita vontade de ler viu, especialmente na parte que vc diz que a história é surpreendente, porque gosto muito quando um livro me deixa de boca aberta e me deixa em extase!

    ResponderExcluir
  24. Agora estou louca para ler esse livro, com certeza parece ser demais!!!
    Amei a resenha e parabéns

    ResponderExcluir
  25. Estou doida para ler esse livro, parece ser muito interessante. Sua resenha foi ótima!

    ResponderExcluir
  26. Desde que anunciaram o lançamento desse livro o rebuliço foi tão grande que, só pelo título e pela capa já estava a fim de ler. Acho que nem a sinopse eu tinha lido direito...
    Sua resenha foi a primeira que li, e fiquei mais louca pra ler esse livro! A história parece ser diferente, e achei bem interessante essa coisa de 'mestres'! Como a Rocco não erra nas séries publica, tenho certeza que vou amar!!!

    ResponderExcluir
  27. Muito interessante a abordagem do livro, nunca li nada ligado à Máfia e usar isso com MAgia que é mais fantasioso parece incrivel.

    Achei legal o fato de que quando a pessoa usa o poder 'perde' alguma coisa, porque dificulta a situação...é interessante que a magia tenha um 'preço'.

    Aguardando o sorteio e torcendo para ganhar

    abraços
    Gabi Lopes

    ResponderExcluir
  28. CARACA!!!!!!!!!!! Amarrei-me completamente nessa história, esse lance de máfica, mestres, maldição, rebote...ai,tanta coisa! Correrei atrás!

    ResponderExcluir
  29. O que mais me chamou a atenção neste livro foi a capa, que é muito legal, logo depois a sinopse junto de sua resenha me fizeram querer ler este livro!

    ResponderExcluir
  30. Condesso que quando vi a capa num dei muita atenção, mas como não se pode julgar pela capa, li sua resenha e percebi que estava enganada. Eu simplesmente adoro tudo que tem a ver com magia ( me apaixonei depois de Harry Potter). E o fato de a narrativa ser feita por homem me deixa mais atraída pelo livro.Fiquei curiosa para saber os mistérios que rondam a vida e os sonhos de Cassel.

    ResponderExcluir
  31. Também já conhecia essa trilogia de canais literários americanos, mas já tinha esquecido dela. Mas agora que você fez a resenha fiquei super ansiosa para ler *-*

    ResponderExcluir
  32. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas a história parece ser muito envolvente, fiquei curiosa em ler o livro! É realmente raro achar um livro em que o protagonista que narra a história é um garoto!

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.