02/08/2012

Resenha - Bem Mais Perto


Nome: Bem Mais Perto
No Original: So Much Closer
Autor (a): Susane Colasanti
Páginas: 240
Editora: Novo Conceito
Comprar: Travessa - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá. Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada. Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele.

Desde o final do ano passado eu sabia que a Novo Conceito ia lançar esse livro e por isso quando ele veio na lista de lançamentos de julho, fiquei curiosa. Finalmente ia saber o porquê de tanto burburinho. No final das contas achei o livro um bocado estranho e contraditório apesar de ter gostado da forma que a autora desenvolveu os personagens e alguns temas. Não é um livro que vai ficar na memória, mas que com certeza tem seus méritos.

Brooke é filha de pais separados, morou em New Jersey até o final do segundo ano quando descobriu que seu amor platônico, Scott Abrams estava se mudando para Nova York. Sem pensar duas vezes ela decidi morar com seu pai. Ela quer ter a chance de contar a Scott como se sente, mesmo que para isso tenha que mudar de cidade. Ela sempre sonhou com Nova York, mas nunca imaginou que chegaria lá seguindo um rapaz. Essa é a premissa central do livro. Além disso, o livro trata da relutância de Brooke em aceitar o que ela é. Brooke possui QI muito acima do normal. Tem capacidade de tirar as melhores notas do colégio inteiro, mas passou toda a vida escolar sendo medíocre como forma de protesto aos métodos de ensino. Por causa de sua genialidade ela logo chama a atenção na nova escolha e se torna monitora de John, um garoto de sua idade que sempre teve problema com as ideais escritas. A partir daí a história se desenvolve alternando bons e maus momentos.

Com um tom leve e despreocupado a autora conduz a narrativa alternando as tramas. Brooke-John, Brooke-Scott. Achei uma pena gastar a maior parte do livro com o romance imaginário de Brooke. Uma garota que muda de cidade para ir atrás de um rapaz baseado em um sentimento que ela imagina ser correspondida. Algumas cenas e alguns pensamentos de Brooke me incomodaram profundamente porque, acredito que a maioria das pessoas vai concordar comigo, aquilo é comportamento de perseguidores. É obsessivo. Uma pena que ela só percebe muitas destas coisas nos capítulos finais. A parte boa da história é como a mudança de cenário faz a personagem crescer. Com descrições belas e precisas de West Village a autora conquista o leitor. É impossível não se deixar levar por aquele clima urbano de Nova York e impossível não sonhar com os prédios, as lojas, e os parques. Brooke amadurece ao longo do livro e parte das mudanças que ela sofre dá uma nova perspectiva ao livro. É como se tivessem escolhido o assunto errado para colocar na sinopse ou ainda como se houvesse dois livros em um.

John é um personagem fantástico, que renovava o ânimo toda vez que o chato do Scott aparecia. Não quero fala muito porque é um livro curto e se for descrever cada uma das atitudes que julguei estupidez de Brooke vou acabar entregando o livro inteiro. John e Brooke tiveram diálogos ótimos e cada uma das cenas entre os dois valeram pela parte estranha do livro. A personagem é boa de um jeito único. A visão distorcida que ela tem de algumas coisas pode ser justificada pela separação dos pais, mas não sei. É uma personagem com um potencial tão alto e que fica a impressão de que não foi toda explorada. O final agradou na medida para um romance jovem e o livro deixa aquela sensação de movimento, que nos faz pensar para onde nossas vidas estão indo.

Leitura rápida, ora agradável, ora irritante pela cegueira da protagonista. Passa uma mensagem boa e cumpre bem a missão de entreter o leitor. A edição da Novo Conceito está ótima, fonte agradável, sem erros, tudo perfeito se não fosse a capa. Eu odeio capa com gente, mas de costas e que nem parecem com os personagens do livro é pior ainda. Podia ser listradinha como a lombada ou ter um origami. Ou pelo menos poderiam ter escolhido a outra versão, com a sombrinha. Pode até ser que o livro vire filme, mas só se cortassem a parte "garota persegue garoto em outro estado". Recomendado para os que curtem romances, principalmente jovem-adulto. Uma leitura leve, boa para intercalar com livros mais pesados. Leiam e descubram as belezas de West Village. Até mais!

38 comentários:

  1. Adorei sua resenha, como sempre muito sincera. Eu não me animei a ler esse livro, a sinopse não me atraiu, a capa muito menos. Achei estranha demais. Esse é um dos livros que se por acaso a oportunidade surgir aí sim eu leio.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Yasmin!
    Nunca li esse livro, mas essa garota é meio obsessiva perseguindo esse cara, hein?
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Yasmin! Estou ansiosa para ler Bem Mais Perto! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Pela sinopse achei que eles eram namorados e ele ia pra universidade enquanto ela ainda tava no colégio... não curti muito essa coisa de 'stalker', mas o resto da história parece ser bonitinha.

    ResponderExcluir
  5. Como vc descreveu na sua bem esplanada resenha, as vezes a protagonista nos irrita. Mas, isso não quer dizer que a história seja ruim, pelo contrário.
    Além do mais, sabemos que existem pessoas assim, que fantasia tudo da cbç dela, pois o outro nem tá pensando e vivendo o que o outro inventa...

    Mas, estou muito inclinada a ler este livrinho penso que a autora é filha dos escritores, Marina Colasanti e Affonso Romano. Li dele Perdidos na Toscana e gostei imenso!! Você confirma?
    Abç e
    boas leituras!!

    ResponderExcluir
  6. Quando vi a sinopse pela primeira vez achei que seria um livro bobo, que não ia me acrescentar nada, mas parece que eu estava enganada. Acho muito bacana quando os autores nos fazem desejar conhecer novos lugares, Anna e o Beijo Francês foi assim. E realmente, essas capas não são legais, ou então poderia ter colocado uma imagem da West Village.

    ResponderExcluir
  7. Eu detestei este livro com todas as minhas forças, essa personagem é muito irritante todos os atos dela são irritantes. Ela se acha muito importante, nossa detestei tudo nesse livro.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  8. Suas resenhas tiram minhas dúvidas em relação ao livro. Obrigada! rs.
    Achei que não seria algo tão perseguidor assim... Mas ainda estou com vontade de ler o livro, por ser "uma leitura leve" que "cumpre bem a missão de entreter o leitor". ^^
    Também não gosto de capa com gente. :S

    ResponderExcluir
  9. Suas resenhas tiram minhas dúvidas em relação ao livro. Obrigada! rs.
    Achei que não seria algo tão perseguidor assim... Mas ainda estou com vontade de ler o livro, por ser "uma leitura leve" que "cumpre bem a missão de entreter o leitor". ^^
    Também não gosto de capa com gente. :S

    ResponderExcluir
  10. Nunca tive vontade de ler esse, livro, e ainda não tenho. A resenha está ótima, mas é o livro mesmo que não me instiga [e a capa não ajuda nada...]

    ResponderExcluir
  11. Ótima resenha, nem quero ler esse livro. Ainda, deve ser bem maneiro.

    ResponderExcluir
  12. Ah que coisa! Eu achei que ia ser algo mais romântico, mas ainda assim sua resenha me deixou curiosa. Sabe o lance de New York, e tudo. Amo aquela cidade e estou muito curiosa por esse lado do livro. Quem sabe eu não ganho o kit? Hahaha. Ótima resenha como sempre esclarecendo minhas dúvidas. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Humm... é interessante quando a gente lê algo assim, que nos deixam com essa sensação de amor e ódio pelos personagens.
    Não sei se ia gostar da Brooke. Como assim ela tem um QI altíssimo e fica "correndo atrás de um cara"? Isso não faz sentido. Mas enfim, acho que vale a pena ler o livro, porque, segundo você, é uma leitura leve e dá uma bela mensagem apesar de tudo.

    Vou participar da promoção!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  14. Estou curiosa a respeito desse livro. Apesar de não ser o tipo de história que eu mais gosto, concordo com você: se é leve, é bacana de intercalar com outros tipos de enredo. E a capa realmente não é das melhores.

    ResponderExcluir
  15. Não parece um livro digamos, tão empolgante, mas deve ter lá seu mérito!

    ResponderExcluir
  16. Parece uma leitura leve divertida e que não vai mudar a minha vida, mas de qualquer forma pode ser um livro bastante agradável. Bom para fugir um pouco dos dramas e fantasias, gostaria de ler, afinal uma leitura descompromissada nunca fez mal a ninguém.

    ResponderExcluir
  17. Parece interessante, mas não é a primeira resenha que leio desse livro e que diz que a protagonista é irritante. UGH, como eu odeio esse tipo de personagem. Mas não dá pra fugir, né? Personagens assim estão sempre à espreita HAHA mas apesar disso, gostei da sua resenha e me interessei pelo livro, parece legal, leve; o tipo de livro que eu gosto. ps: também concordo com você sobre a capa: achei ela um erro D:

    ResponderExcluir
  18. Achei o livro bem legal quando vi a sinopse e agora deu pra saber bem mais coisas. Boa, eu gostei.

    ResponderExcluir
  19. ....
    Interessante essa mudança de cidade por causa do amor dela...
    Realmente pensamento de perseguidor.
    A capa eu até achei bonitinha, não sei se tem algo muito em comum com a história.
    Fiquei curiosa em conhecer esse John, parece que é um ponto importante...

    ResponderExcluir
  20. Parece o tipo de livro qeu vai me entreter, mas ñ vai mudar minha vida.

    ResponderExcluir
  21. Me parece um livro para aquele dia que você não tem mais nada pra fazer, uma leitura descontraida, divertida, agora, " garota perseguindo um garoto", isso me deixou meio com um pé atraz quanto a ele.

    ResponderExcluir
  22. Por mais que vc tenha gostado, acho que eu não gostaria tanto. Uma leitura talvez bem leve, mas não que acrescente muito.

    abraços!

    ResponderExcluir
  23. Eu gostei muito dessa resenha e estou anciosa pra ler esse livro sem falar que eu adorei essa capa ! Muita gente fala que esse livro e cliche mas acho que ele tem uma história bem legal ! ^^

    ResponderExcluir
  24. Esse livro me lembrou muito aqueles filmes teens,que passam na sessão da tarde,pela resenha achei a protagonista bem exagerada,afinal mudar de cidade e ir morar com o pai,só por causa de um garoto que ela acabou de conhecer?
    Que loucura.
    Não sei o que esperar desse livro,mas espero gostar
    bjs

    ResponderExcluir
  25. Sém dúvida o melhor mérito do livro é ser ambientado em NY!

    ResponderExcluir
  26. Realmente é difícil aceitar a ideia de que uma pessoa em sã consciência se mude pra outro lugar por causa de um menino que nem sabe da existência dela. Se eles já fossem namorados, até que seria um pouco mais compreensível ela se mudar pra (em uma casa diferente da dele) mesma cidade pra ficarem próximos, mas nessas circunstâncias...
    A resenha me convenceu de colocar esse livro na minha lista.
    mt lindinha a capa do livro tbm, tou super curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  27. Gostei muito desse livro e já estou louca para ler ele.. E a sua resenha estava maravilhosa gostei muito dela... =/

    ResponderExcluir
  28. Gostei do seu ponto de vistaaaaa,mas estou doida para ler esse livro.
    Eu até sei o que acontece no final,pela sua resenha.
    Eu sinceramente adorei a capa desse livro. No momento estou precisando ler um romance leve e "divertido". Vai virar filme? Isso eu não sabia, UAU"

    ResponderExcluir
  29. Falou em "amores platônicos" é comigo mesmo! xD
    O que eu já sofri com isso ta fora do gibi! kkkkkkkkkk, mas já passei dessa fase (AMÉM!). Se for olhar por esse aspecto eu com certeza irei me identificar com o livro. E eu até que curti capa, achei ela simples e bonitinha! Gostei muito! E sua resenha me deu mais vontade ainda de lê-lo! *-*
    Esse já vai pra minha estante no Skoob! \o/

    ResponderExcluir
  30. Gostei da historia parece ser legal, mesmo com ela seguindo esse amor dela, eu até que gostei da capa, mesmo eles estando de costas (:

    Beijos, gostei da resenha

    ResponderExcluir
  31. Muito boa a sua resenha, Yasmin, me fez ficar com mais vontade do que já estou de ler o livro. Gosto de saber quais são os pontos altos e baixos de um livro antes de lê-lo. Estou louca para conhecer a história completa de 'Bem mais perto', mas confesso que essa parte inicial que você descreveu talvez não me agrade muito. O que me motiva é conhecer o John, hahaha. Também não gosto de capa com gente, mas essa até que ficou legal! :D Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  32. Não gosto de capa assim, mas parece que o livro é legal. Espero que a protagonista não seja muito tapada.

    ResponderExcluir
  33. Não gosto de romances. Tem que ser realmente muito bem escrito pra me atrair. Mas assim...sério? Você larga a sua vida pra ir atrás de alguém que você mal conhece?
    Allowww...Juro que é meio inacreditável a história...Não tenho vontade de ler.
    Pode até ser uma leitura agradável, mas nem vou tentar.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  34. Detestei a capa, o título e a trama muito platônica. A protagonista da pra ver ser muito sonsa, nem nem.

    ResponderExcluir
  35. Os livros dessa autora sao otimos,amei cada resenha do livro dela, cada um melhor que o outro............

    ResponderExcluir
  36. Li esse livro e gostei,apesar de a protagonista ser muitoo complicada,a história é legal,não maravilhosa,mas simples!bjos

    ResponderExcluir
  37. Achei a personagem muito doida por deixar tudo e todos para trás. Acho uma tremenda burrice. A sinopse também não me agradou muito mas vou dar uma chance para este livro.

    ResponderExcluir
  38. parece uma história "legalzinha" até... (tirando a parte meio "obsessiva" da protagonista)
    gosto muito da sua sinceridade nas resenhas!
    www.tulipink.com.br

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.