30/07/2012

Resenha - Sabriel


Nome: Sabriel - A Missão da Guerreira
No Original: Sabriel
Autor (a): Garth Nix
Páginas: 400
Editora: Rocco
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Uma história de fantasia e aventura ambientada numa terra dividida entre a modernidade e as tradições mágicas por um enorme muro. De um lado, está a terra dos Ancestrais, um lugar onde a razão e a tecnologia predominam; de outro, o reino Antigo, onde vivem perigosas criaturas sobrenaturais e onde a magia impera. Neste lugar de equilíbrio frágil, apenas uma pessoa é designada para cruzar a barreira entre os dois mundos e evitar uma tragédia. Filha de um necromante Abhorsen, cuja função é justamente colocar os mortos despertos em repouso para sempre, Sabriel não poderia imaginar que seu destino guardasse tantos desafios pela frente. Vivendo na Terra dos Ancestrais, ela se vê obrigada a voltar ao reino Antigo, onde nasceu, quando recebe uma mensagem, a espada e as ferramentas de trabalho do pai, desaparecido. Em busca do velho pai, ela acaba descobrindo um terrível inimigo que ameaça destruir os dois lados do muro e uma perigosa missão, que não poderá recusar. A jornada de Sabriel pelo fascinante reino Antigo é apenas o começo de uma inesquecível aventura, repleta de mistério, suspense e magia.

Descobri essa trilogia logo que comecei aqui no blog. Lembro que a editora estava lançando o livro dois na época e me interessei em procurar o primeiro. As capas da trilogia são lindas e a sinopse me conquistou de vez. Foi com um pouco de sorte que encontrei o livro baratíssimo em maio. Fiquei muito feliz. A história de Garth Nix envereda por um lado diferente na fantasia. Mais maduro e muito criativo. Um reino dividido, personagens ricos e uma narrativa excelente. Lembrando que o livro foi publicado na Austrália em 1995, ou seja, antecede essa febre de fantasia dos últimos anos.

Na história existem dois reinos. A terra dos Ancestrais, onde impera a modernidade e a tecnologia avança. E o reino Antigo, um lugar semelhante ao nosso século XVI, XVII. Esses dois hemisférios são separados por uma grande muralha e faz muitos séculos que a magia da Ordem já não é mais a mesma. Muito poucos nascem com o sinal da magia e menos ainda são treinados para se tornar magos. No reino Antigo ainda existe a magia Livre, uma espécie proibida e perigosa de magia. Que mexe com seres das trevas, mortos, necromantes e espíritos animalescos. Existem seis grandes pedras espalhadas pelo reino Antigo, que representam os seis grandes poderes da magia da Ordem. Um deles é representado pelos Abhorsens. Poderosos necromantes, possuidores da magia da Ordem, que trabalham para limpar o reino Antigo, mantendo os mortos em seu lugar, conduzindo-os de volta a morte quando insistem em vagar, além de prender seres maléficos e grandes mortos. O título de Abhorsen é passado de geração em geração.

Sabriel é filha de um Abhorsen, que desde pequena estava destinada a ser a próxima Abhorsen. Prestes a fazer 16 anos Sabriel se assusta quando recebe um espírito mensageiro trazendo a espada e os sete sinos de seu pai. Ter enviado seus instrumentos só pode significar uma coisa: ou ele está morto ou foi aprisionado no reino da morte. Sabriel então parte para o reino Antigo. Precisa encontrar o corpo de seu pai. Vivo, para poder resgatá-lo ou morto, para ter certeza do que aconteceu. Sem saber aonde ir ou o que buscar ela recorre a ajudas inesperadas. A partir dessa premissa a história se desenvolve.

Uma introdução necessária. Sinto muito se ficou grande, mas garanto a você que vale a pena. A jornada de Sabriel através de um reino devastado é muito boa. Ao longo do caminho Sabriel começa a perceber os mortos se agitando. A narrativa de Garth Nix é fantástica. Repleta de elementos criativos o mundo criado pelo autor é rico, bem descrito, ora assustador, ora encantador. A trama instiga o leitor a seguir em frente sem pausas. A forma como Garth Nix construiu o mundo do livro é brilhante, tanto a história quanto a capacidade descritiva. Fantasia de primeira qualidade, no estilo mais clássico e inteligente do gênero. Não é atoa que a trilogia é respeitada e elogiada no meio, sendo colocada entre as grandes obras do gênero.

Os personagens são todos ótimos. Sabriel é o meu tipo de heroína e um dos motivos do livro ter entrado na minha lista de favoritos. Em sua companhia temos ainda Mogget, o gato que não é bem um gato, e Pedra de Toque, um personagem que não vou contar mais a respeito para não estragar as surpresas. Mogget é ótimo, sua ironia dá um tom a mais na história, cheio de um humor ácido e até perverso. Foi a companhia perfeita para Sabriel. Ele é tão ambíguo em certos momentos que passei mais da metade do livro desconfiada dele. Sabriel é ótima, foi muito bem concebida, com características que a tornam mais real e que conquista até o leitor mais chato.

O final foi surpreendente, tenso e emocionante na medida certa. Leitura rápida, gostosa e instigante. Estou curiosíssima para ler os próximos livros, mas vou ter que esperar por um bom preço. Esse eu consegui por menos de trinta. A edição da Rocco está ótima. Fonte agradável, marcação de capítulos bonita e capa linda. Os direitos de adaptação foram vendidos e pelo que o autor disse estou ansiosa para que o filme saia. Ele sempre disse que só ia vender se tivesse confiança de que fosse para ter um filme excelente. Recomendo para todos os fãs de fantasia mais tradicional e para aqueles que gostam de uma boa personagem. Um mundo único e criativo que vai conquistar você. Leiam! Até mais!

Trilogia Abhorsen - Garth Nix
1- Sabriel
2- Lirael
3- Abhorsen

17 comentários:

  1. Gostei da sua resenha, parece ser um ótimo livro. Quando a personagem principal é feminina eu gosto ainda mais. Isso mostra que também podemos ver heroinas fortes e corajosas.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o comentário da Karolyne Oliveira ^^

    O enrendo parece ser legal, e eu gosto desse cenário de "reino antigo", hihihi.

    Bjs, Laila.
    www.gotasdeframboesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. 1995 uau, eu mal sabia respirar direito ahha Estou começando a querer apresciar ainda mais livros de fantasia, as suas resenhas estão sempre ótimas, e sempre me deixa com uma pu#@ vontade de conhecer ainda mais. E esse livro tem personagens necromantes, interessante.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei com vontade ler. Confesso que sempre dá aquela desanimada por seu Rocco e quase sempre são caros, mas se você encontrou por menos de 30 quem sabe eu dou sorte também? Sabriel é um nome legal e se você elogiou uma fantasia é porque é boa. Hehe. Ótima resenha como sempre! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Parece bom, gostei da sua resenha e estou querendo ler mais fantasia, quem sabe se ganhar ele por ai eu leio. Mas ando sem como comprar livro nenhum, muito menos Rocco. Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Nunca havia ouvido falar desse livro. Parece ser mesmo bom, mas o preço não ajuda, o valor mais em conta no buscape é de 41,00 reais. Nem a pau pago esse preço. Bjksss

    ResponderExcluir
  7. Quando eu li que tinha reinos lembrei de George R.R. Martin! rs


    Beijos,
    Caroline, do http//criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    Nunca tinha lido nada a respeito desse livro, mas gostei bastante da resenha.
    O livro me parece muito bom, mas não vou colocá-lo na minha meta de leitura deste ano, pois já tem muitos livros lá, e não vou ter tempo de ler a maioria dos livros que tenho aqui em casa
    Mas adorei a resenha
    Bjs
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não desanime, porque os preços da Rocco estão melhores! hahaha Apesar de a história ser interessante, não sei se pra mim seria uma leitura positiva.
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante... a resenha está boa, e me instigou a ler. Mas espero, pelo menos, poder ler a trilogia de uma vez, já que é isso que faço com séries, principalmente trilogias, que já foram lançados quase todos os livros. Ou todos.

    ResponderExcluir
  11. Eu NECESSITO ir atrás dos livros desse autor...

    ResponderExcluir
  12. Nossa seu blog é o paraíso para quem gosta de conhecer novas séries/trilogias juvenis. Amei o tema e vou atrás dos livros! Sua resenha me deixou bem entusiasmada. O tema magia é um dos meus favoritos e esse parece bem diferente. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  13. Oi..

    Gostei muito desse livro porque ele mistura aventura com teologia... E livros de aventura é comigo mesmo..

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia esse livro, mas amei.Como fã de fantasia já me atraiu.

    Já gostei dos personagens e da história, quero muito ler.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  15. Gostei do cenário, o livro me parece ser mais realista em relação ao gênero. Ainda nao conhecia essa trilogia, e pela resenha, ja gostei bastante da personagem, com muita personalidade.

    ResponderExcluir
  16. Ainda quero ler essa trilogia, adorei o tom que usou na resenha, sabe me deixou curiosa ao mesmo tempo em que mostrou que você realmente gostou e não falou só por falar, adorei saber que Sabriel é uma personagem forte e estou curiosa a respeito dos outros personagens, espero ler em breve, quando sai a resenha dos próximos? Adorei a resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  17. Amo livros de fantasia e pretendo ler esse livro pois a história me chamou atenção. Gostei da sinopse e da sua resenha.

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.