23/06/2012

Resenha - O Misterioso Caso de Styles


Nome: O Misterioso Caso de Styles
No Original: The Mysterious Affair at Styles
Autor (a): Agatha Christie
Páginas: 238
Editora: BestBolso
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: No meio da madrugada, a rica proprietária da mansão Styles é encontrada morta em sua cama, aparentemente vítima de um ataque cardíaco. As portas do quarto estavam trancadas por dentro e tudo indicava morte natural. Mas o médico da família levanta uma suspeita: assassinato por envenenamento. Todos os hóspedes da velha mansão tinham motivos para matar a Sra. Inglethorp e nenhum deles possuía um álibi convincente. Para solucionar o crime entra em ação o detetive Hercule Poirot, irresistível personagem criado por Agatha Christie, que faz a sua estreia neste caso intrigante. Um marco da literatura policial e um dos maiores romances do gênero.

Desde o começo do ano estou nessa promessa de ler mais Agatha Christie. Faz um bom tempo já que assisti a um episódio de Doctor Who em homenagem à autora e desde então anseio por conhecer mais os clássicos de mistério que fez a cabeça de várias gerações. Essa semana essa vontade ressurgiu quando minha mãe me presenteou com quatro títulos dela em versão de bolso. Para melhorar a situação três deles são da série do detetive Poirot e estavam na ordem. Ou seja, corri para ler.

O primeiro caso do belga Hercule Poirot é narrado por Hastings, um amigo, ex-soldado que está de volta a Inglaterra sem ter para onde ir. Convidado por um amigo ele vai passar uma temporada na mansão Styles. Lá encontra pessoas diversas em aparente harmonia. A concordância de que o novo marido da Sra. Inglethorp é um patife deixa um clima constante de desconforto na mansão. Sendo que a própria toca a casa e seus eventos beneficentes com a mesma rigidez, sem aceitar qualquer palavra sobre seu casamento. O clima muda quando depois de uma briga tensa entre Srta. Howard e Sra. Inglethorp a secretária e amiga de longa data vai embora da mansão. Uma noite após um jantar beneficente a casa toda é acordada pelo barulho que vem do quarto da matriarca. Com as portas trancadas eles não podem fazer nada e quando conseguem adentrar ela já está morta. Os indícios apontam para um ataque cardíaco, mas os dois médicos chamados tem uma opinião diferente: a cena no quarto e o corpo também apontam para envenenamento. John e Lawrence Cavendish, enteados de Sra. Inglethorp e criados como filhos concordam que é preciso chamar alguém para investigar da forma mais discreta possível antes de a autópsia sair e a polícia ser envolvida.

Poirot que está na vila com um grupo de belgas é chamado por Hastings para investigar o caso e os dois passam os dias à procura de pistas na mansão. Entrevistam os empregados e os residentes. A partir daí a narrativa vai se construindo. Pequenas pistas da cena e outros indícios levam Poirot e Hastings a um infindável emaranhado de perguntas e mentiras. O inconfundível estilo de Agatha Christie deixa tudo melhor. O jogo com as pistas que ela deixa durante a história é perfeito e Poirot está em uma ótima atuação. O personagem vê coisas impossíveis e muitas vezes fiquei pasma com as conclusões que ele consegue tirar. Seja observando uma pessoa seja analisando um quadro. O final foi de certa maneira surpreendente. Eu imaginei exatamente aquilo no começo, mas durante o livro a autora faz um trabalho tão bom em convencer o leitor de vários contrários que o suspense dura até o capítulo final. Aliás, um dos grandes méritos da autora é contar sua história de forma completa. Enquanto Poirot e Hastings investigam ela consegue construir os personagens, caracteriza-los de forma a acrescentar mais a trama. Deixando tudo mais crível, complicado e denso.

Leitura rápida e impossível de largar antes da solução final. Um início perfeito para um dos melhores investigadores, detetives da literatura. É lendo Agatha Christie que percebemos o quanto ela está acima de muitos autores policiais que consideramos excelentes. A edição da BestBolso é muito boa, a fonte é pequena, mas agradável e o livro é bem macio, fácil de segurar, carregar. Provavelmente a história já foi adaptada, ou para o cinema ou para alguma série, teatro. Fiquei curiosa para ver todo aquele climão inglês, mansão cheia de segredos e tal. Leitura recomendadíssima para qualquer um que se considera fã do gênero e mais recomendada ainda para quem ainda não ler Agatha Christie. Afinal esse é o primeiro caso de Poirot, indispensável para qualquer um que quer começar de modo certo. Leiam! Até mais!

24 comentários:

  1. Oie...
    Tudo bom?
    Já gostei da capa... ser da Agatha já melhora ainda mais.. ou seja... SUPER CURIOSA...
    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu para conhecer... Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu preciso ler mais clássicos, mas o que preciso mesmo é ler mais policial investigativo, suspense e mistério. Só de ver você falar de Agatha Christie na resenha já me empolga. Alio clássico a meu outro problema. Harlan também tá na lista. O caso parece intrigante e fiquei curiosa sobre quem matou a tal matriarca. Inglaterra é cheia de autor bom desse tipo, parece engraçado pensar que Poirot e Sherlock veio de lá.
    Ótima resenha! Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu preciso muito ler Agatha Christie. Esse livro deve ser incrível, vou querer ler. Já li alguns livros da autora, mais foi a muito tempo atrás.
    Parabéns pela resenha, está ótima.

    ResponderExcluir
  4. Uau, deve ser incrível! Se não me engano, uma vez vi um box dela nas Lojas Americanas por R$19,99, sendo que não comprei. Não lembro bem se era mesmo esse preço, mas acho que sim. Tem dois livros de mistério aqui em casa da Arqueiro e talvez ainda chegue Refúgio do HC, mas sendo a Agatha Christie "rainha" do romance policial, tenho que ler algum livro dela, de preferência esse que você resenhou, antes dos outros.
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Estou louca pra ler Agatha Christie, tenho que comprar o box urgentemente! Adorei a resenha, deu um super up pra começar a ler nas férias.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Tenho esse livro, mas ainda não li. Já li vários outros titulos dela e concordo com você, ela é superior a muitos escritores policiais. Esse ano li da Agatha Christie o A Casa do Penhasco e gostei bastante. Em breve espero ler esse.

    ResponderExcluir
  7. Poirot é um detetive genial, mas às vezes eu me irritado com os livros de Ághata Christie

    ResponderExcluir
  8. Já passei perto de comprar esse livro, mas sempre um outro livro dela me atraía mais hehehehee Mas um dia vou ler. Eu gosto muito do Hastings, não só do Poirot.

    ResponderExcluir
  9. Olha, eu tenho três livros aqui da Agatha Chritie todos com o personagem Poirot, mas não li nenhum ainda. Só que sua resenha me motivou muito a começar logo a leitura, que provavelmente irei começar semana que vem'

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro Agatha Christie, já li vários dos livros dela que sempre pego na biblioteca da escola, e até hoje eu nunca acertei meu palpite de quem era o assassino da história, a autora sempre consegue me surpreender!
    Essas edições de bolso que estão fazendo são uma beleza.
    Um dia ainda vou conseguir ler todos os livros dela *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Adoro Agatha Christie, ela é demais! Como vc disse, encanta várias gerações. Não sabia que esse livro marcava o primeiro caso de Poirot, muito legal, esse ainda não li.

    abraços!

    ResponderExcluir
  12. Oi Yasmin!
    Concordo com você, a Agatha Christie está acima de muita gente; ela era de fato um gênio, não é a toa que é considerada a rainha do crime. ^^
    Esse é um dos livros que mais gosto, adorei o desenvolver do caso e aquele clima de mistério que rondava a casa a todo instante - aliás, a Agatha é fera em criar esses climas, né? Adoro ver o Poirot em ação, ele tira as conclusões mais geniais a partir das situações mais inofensivas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Eu preciso ler mais clássicos, ou melhor, tenho que começar a ler clássicos! Vou escrever esse como dica de leitura!

    ResponderExcluir
  14. Perfeita resenha. O livro é ótimo.

    ResponderExcluir
  15. ADORO Agatba Christie! Na verdade o último livro dela que eu li foi Depois do Funeral, e a história é bem parecida com essa - o cara morre aparentemente de morte natural mas, durante a leitura do testamento, um comentário de uma das suas irmãs faz com que a hipótese de assassinato ganhe força.

    ResponderExcluir
  16. Poxa, ainda não li nada da Agatha Christie, quero muito, apesar de não ser muito fã de historias policiais.

    ResponderExcluir
  17. Sempre tive vontade de ler as obras da Agatha Christie, porém até o momento faltou dinheiro, e os livros dela não têm prioridade na minha wishlist. Com uma resenha aqui ou outra ali isto esta mudando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros dela são fáceis de achar em sebos, sempre baratos!

      Excluir
  18. Tenho muita vontade de ler Agatha Christie, mas com tantos livros estava na dúvida por onde começar! Confesso também que estava um pouco receosa, pois por ser um pouco antigo, que fosse muito simples em comparação com as histórias policiais e de mistério que temos hoje...
    Adorei sua resenha e agora a única dúvida que eu tenho é se compro os da L&PM Pocket ou da Bestbolso! hehehe
    Como esse ano estou lendo vários livros do Shakespeare, acho que vou fazer um intensivo de Agatha Christie no ano que vem!

    ResponderExcluir
  19. Minha imã é super fã de Agatha, mas eu confesso que li uns dois livros e...nhem. Não achei tão legal assim.

    ResponderExcluir
  20. Agatha *--*
    Ah, a inalcançável escritora de romances policiais.
    Gosto muito desse livro, como todos os outros dela. Gosto mais desse ainda por ser o Poirot que investiga o caso, eu adoro esse detetive belga irritante!
    Ele é muito diferente do que um detetive de ficção seria, é isso é fantástico.

    ResponderExcluir
  21. Herdei Agatha Christie da minha mãe, acho que está no sangue a paixão. Esse é um dos livros dela que ainda não li, mas acho que deve ser bem interessante e cheio de suspense, como todos.

    Fiquei com muita vontade de ler, é claro.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  22. Amo ler os livros dessa autora...a cada livro me surpreende...gosto livro de suspense e de ficçao.....amei...li a resenha interessante

    ResponderExcluir
  23. Gosto da autora, é uma das minhas preferidas. Ainda não tive o prazer de ler esse livro mas fiquei muito interessada. Adoro suspense, mistério e a agatha é excelente nisso. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.