24/05/2012

Resenha - Viva Para Contar


Nome: Viva Para Contar
No Original: Live to Tell
Autor (a): Lisa Gardner
Páginas: 480
Editora: Novo Conceito
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros da mesma família foram brutalmente assassinados. O pai e possível suspeito agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Seria um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio? Ou algo pior? D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar. Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela ainda é assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado. Quase 25 anos depois do ocorrido, quando D. D. Warren e seu parceiro aparecem no hospital, Danielle imediatamente percebe: vai acontecer tudo de novo. Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é ter uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila. Ela o amará, independentemente do que aconteça. Irá protegê-lo e lhe dar carinho. Mesmo que a ameaça venha de dentro da sua própria casa. A vida dessa três mulheres se conecta de maneiras inesperadas. Pecados do passado são revelados e segredos assustadores mostram a força que os laços de família podem ter. Às vezes, os crimes mais devastadores são aqueles que acontecem mais perto de nós.

Recebi o kit de Viva Para Contar no início do mês e não estava muito empolgada. Afinal ele é o quarto livro da série "D.D. Warren" e não gosto muito de ler livros assim. Contudo tinha que admitir que li Myron Bolitar fora de ordem e não teve nenhum problema, portanto existia uma grande chance de não ter problemas em relação à continuidade. O que mais me chateou foram as pessoas que aprovam livro no Skoob aprovar sem essa informação. O livro é o quarto da série e não adianta esconder. É minha obrigação como blogueira e acima de tudo como leitora divulgar que ele é o quarto da série e não um livro avulso. Tirando esse fato que me chateou bastante (já corrigiram) só tenho elogios para o livro. D.D. é uma personagem ótima e a autora desenvolve a trama com muita naturalidade e habilidade.

Antes de falar sobre a história do livro preciso dizer que ele é narrado por vários personagens. A cada novo capítulo um personagem. Temos em primeiro lugar Danielle, a enfermeira psiquiátrica e única sobrevivente de um massacre. O pai matou toda a família e a deixou para trás. Quase 25 anos depois ela ainda não superou o trauma. Depois conhecemos D.D., a detetive linha dura e apaixonada por comida. Ele estava no meio de um dos raros encontros arranjados quando recebeu o chamado. Um assassinato aconteceu no subúrbio. A família toda morta e o pai, possível assassino, estava em estado crítico no hospital. A próxima personagem é Vitória, mãe de Evan, uma criança de 8 anos com problemas psiquiátricos, uma criança instável, que pode explodir a qualquer momento e vive ameaçando a mãe de morte.

É nesse cenário que se desenvolve a história de "Viva Para Contar". O tema central é crianças com distúrbios comportamentais, emocionais e psiquiátricos, mentais. A autora fez uma pesquisa excelente para desenvolver tão bem a trama. Danielle trabalha na ala de psiquiatria infantil do hospital de Boston e é lá que grande parte da trama de passa e se desenrola. Lisa Gardner conseguiu descrever com precisão como funciona o tratamento dessas crianças e o que as levam para aquela ala. No meio da história conhecemos um pouco desse universo. Crianças tão traumatizadas que não se desenvolvem e tornam-se selvagens. D.D desconfia que a família Harrington não foi morta pelo pai, mas pelo filho mais novo, Ozzie. Um garoto com indícios de psicopatia. No meio de várias possibilidades e reviravoltas acompanhamos dia após dia a investigação e os rumos inesperados que ela toma. Estaria aquilo tudo ligado ao passado de Danielle?

Fiquei consternada com algumas passagens e foi muito bom aprender um pouco sobre esse universo. Não tenho proximidade com o assunto e não conheço ninguém com esse tipo de problema, mas gosto de tudo que envolve o estudo de doenças mentais e psiquiátricas. Foi interessante e triste a narrativa da autora. Ela conseguiu mesmo que superficialmente falar de um tema que muitos fogem. Ninguém imagina que o filho não seja apenas mal criado, ou apenas bagunceiro. Poucos são os pais que admitem que o problema dos filhos deles vai além do comum a toda criança. Não gosto nem de pensar na angústia e na tristeza que deve ser ter um filho que se não tratado pode virar um psicopata, uma pessoa que cometerá monstruosidades antes mesmo de completar 18 anos.

D.D. é uma personagem muito boa, adorei o jeito durão da detetive. O que no começo desconfiei que ficasse clichê acabou sendo um charme a mais. Ela pode ser um pouco cabeça dura, mas me convenceu como detetive, ao contrário de muitos outros livros que fazem seus detetives muito irreais. Isso sem falar as diversas referências que ela faz a filmes e séries. Adorei a referência a Star Wars e a Senhor dos Anéis. A autora nos induz a várias conclusões erradas. O que a princípio estava claro começou a ficar duvidoso e depois de certo ponto não tinha certeza de nada. Primeiro achei que era X, depois Y e no final Z. Acabou que em um vai e volta de pistas acertei o assassino.

Leitura rápida, fluida e com o ritmo certo para uma trama policial. Nem rápido demais e nem lento. A escolha do tema também foi muito boa. Misturar uma sobrevivente de um massacre familiar com doenças psiquiátricas infantis foi original. Aliás, essa série daria uma ótima série de TV. Espero sinceramente que a Novo Conceito lance os outros livros da série, porque gostei de D.D., gostei do estilo narrativo de Lisa Gardner e estou curiosa para acompanhar a detetive em outros casos. Será que são todos tão originais como esse?

A edição é muito boa. Fonte agradável, sem erros e a capa também ficou boa. Só senti falta daquela folha em branco no final do livro. Ele acaba e já é a capa. Estranho. Não tem notícias sobre adaptação para o cinema, afinal esse é o quarto livro da série. A história ficaria boa em um filme, já a personagem e todo o resto ficaria perfeito em um seriado. Recomendado para todos os que gostam de uma boa trama policial e os que curtem livros mais tradicionais e intricados no gênero. Gosta de livros policiais investigativos, mas está cansado de personagens homens? Então leia a série de D.D. Warren. Pode começar pelo quarto livro sem problema porque não interfere quase nada. Para falar a verdade se contei uma referência a livros anteriores foi muito. Leiam! Se surpreendam e emocionem com a história criada por Lisa Gardner. Até mais!

Detetive D.D. Warren - Lisa Gardner
1- Alone
2- Hide
3- The Neighbor
5- Love You More
6- Catch Me

30 comentários:

  1. Logo que a NC anunciou esse livro, achei que era algum tipo de auto-ajuda ou biografia... depois de ler a sinopse até tinha me interessado, mas quando soube que o livro era o 4o da série achei melhor esperar pra ver se eles iam lançar os outros.
    Sua resenha ficou ótima, e agora quero muito ler esse livro logo!!
    Pelo nome do livro, achei que a personagem principal da série fosse Danielle, a sobrevivente. Mas sendo a detetive, provavelmente cada livro seja um caso diferente e não tem tanto problema ler fora de ordem.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Yasmin! Estou ansiosa para ler Viva para Contar! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha! Fiquei pensando nessa coisa de 4º livro quando você falou lá no skoob, mas ai sua resenha me convenceu de vez. Gosto muito de livros policiais apesar de ter lido pouco. E de personagem mulher nesse gênero eu vejo pouco. Assisto mais é série e pelo que falou lembrei de Plain Sight. =) Ótima resenha! Bjo!

    ResponderExcluir
  4. Legal! Eu gosto desse gênero literário, e pelo que parece deve ser bom.
    Nunca li nada da autora.

    abraços,
    Luciana

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito fã deste gênero mas lendo sua resenha achei bem interessante ,quando tiver oportunidade vou ler.
    BJS

    ResponderExcluir
  6. EU não curto muito histórias policiais, mas confesso que agora tô curiosa pra ler. Mas é uma pena a NC lançar o livro fora da ordem...

    ResponderExcluir
  7. Yasmin!
    Acho importate informações sobre os livros, nos dá um parâmetro sobre cada leitor.
    Como psicóloga o tema do livro me interessa muito, ainda mais sendo policial. É o próximo da pilha a ser lido, tenha certeza, estou aqui com ele engatilhado.
    Parabéns pela resenha.
    Estou terminando a Arte da imperfeição.
    cheirinhos
    rudy

    ResponderExcluir
  8. Simplismente adoro suas resenhas. Não compro um livro antes de visitar o blog.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Adoro livros desse genero, mas fiquei um pouco receosa por fazer parte de uma serie, e eu gosto de ler na sequencia. Mas já que nao tem muita conexao com os outros livros, quero ler logo!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Trama policial sempre me atraiu. Apesar de conter personagens com doenças pisiquiátricas não diminuiu a minha vontade de conhecer o livro, pelo contrario. Pela sua resenha concordo contigo de que daria uma ótima série de tv. Quem sabe.

    ResponderExcluir
  11. Eu sou fã de livros policiais, especialmente quando o final não é obvio.

    ResponderExcluir
  12. Tá virando moda lançar os livros fora de ordem, mas o bom é que nem sempre isso atrapalha como é o caso que você cita da série do Myron. Fiquei empolgada pra ler esse livro, ainda mais se ele cita Senhor dos Anéis.

    ResponderExcluir
  13. Nossa, eu gostei; gosto de histórias com disturbios comportamentais e psicopatia.

    ResponderExcluir
  14. Primeira resenha que leio de Viva Para Contar, e não fazia que o livro falava sobre crianças com distúrbios comportamentais, emocionais e psiquiátricos. Um tema muito interessante. Também não fazia ideia que era o quarto de uma série.
    Resenha está ótima mesmo, parabéns.

    ResponderExcluir
  15. Como se eu já não estivesse com vontade o suficiente de ler esse livro, ainda surge maaais uma resenha ótima tecendo elogios a esse livro! Quando eu vi que ele era o quarto livro de uma série fiquei com o pé meio atrás, assim como aconteceu com O Espião, mas olha, já não estou mais ligando para isso. O tema parece ser realmente diferente de tudo, instigante e daqueles que você quer devorar o mais rápido possível. Estou participando de todas as promos possíveis desse livro, mas se eu não ganhá-lo de nenhuma forma, eu commm certeza vou comprá-lo!

    ResponderExcluir
  16. Um caso que preciso desvendar!!! *---*
    quero muito ler

    ResponderExcluir
  17. A vontade é enorme de ler esse livro! Quero viajar desvendando caso por caso dele.

    ResponderExcluir
  18. Eu que adoro um bom livro de suspense / policial, estou louca para ler "Vina para Contar". As resenhas são unanimes em dizer que o livro é ótimo. Realmente é dificil uma detetive mulher que não soe um personagem forçado, até mesmo caricato, mas parece que D.D. Warren cumpre muito bem o seu papel. Quero muito ler o livro.

    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. achei legal o filme , eé completamente diferente doque eu tinha pensado , :D

    ResponderExcluir
  20. Cássia Oliveira29 de maio de 2012 02:14

    Esse é um dos livros mais desejados por mim no momento, mas também não gosto muito de ler fora de ordem! Mas se não interfere no entendimento da história, acho que encaro mesmo assim! É estranho não ter os outros livros aqui no Brasil né?

    ResponderExcluir
  21. Gostei! Romance policial narrado por vários personagens. Quero ler.

    ResponderExcluir
  22. Eu pensava que fosse uma biografia, o título leva a crer que sim. Achei estranho a NC lançar o quarto livro de uma série mas pelo que você falou não ter lido os outros não afeta essa leitura.
    Quero ler pois além de o livro parecer muito bom quero sair da minha zona de conforto! ;)

    Gislaine Alves

    ResponderExcluir
  23. Muito bom reler sua resenha após ter lido o livro haha Realmente não prejudica em n-a-d-a o livro ser o quarto de uma série. Adorei o livro, adorei adorei adorei! Devorei ele em dois dias e é bom demais. Já tô torcendo para que a NC lance mais livros da série, porque a Lisa me deixou a impressão de ser uma ótima autora e eu já estou querendo mais. Não acertei o assassino logo de primeira ): aliás, na primeira aparição dele no livro todo eu já pensei "aaaahhh não, sem chances desse ser o assassino". Não podia estar mais enganada hahaha

    ResponderExcluir
  24. Vou atrás dessa série, curti o fato de ser uma trama investigativa com mulheres...e me amarro em cada capítulo a narração de um personagem.

    ResponderExcluir
  25. Oi..

    Já começo pela a capa que me dá pavor e achei muito feia.. E depois que tomei coragem de ler a sinopsia detestei esse livro.

    ResponderExcluir
  26. Eu acho que sou o único ser humano que gosta da capa de Viva Para Contar.

    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, mas como é uma série sempre vou protelando, embora o tema seja dos que eu mais gosto. Amo livros com suspense psicológico.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  27. Eu tenho o livro mais ainda não li e não tinha a menor ideia que esse livro era o quarto livro da série "D.D. Warren", achava que era único, pois era assim que eu via em alguns blogs, amo tramas policiais investigativos e intricados e com personagem feminina, melhor ainda, agora que sei, tô curiosa para ler a série de D.D. Warren, ah!!! o meu livro veio num kit maravilhoso com uma quebra-cabeça fofo. Amei a resenha...
    :D

    ResponderExcluir
  28. Eu li Sangue na neve da Lisa e adoreiiiii! Muito bem escrito. Adrei toda a trama e a maioria dos autores seguem uma linha , então não deve ser diferente nos outros livros. D.D. Warren vai pra minha lista de desejados! Bora colocar no skoob .
    Beijocas. Adorei tua resenha :)

    ResponderExcluir
  29. Gostei muito da resenha e da sinopse mas decidi que só vou ler quando estiver com os outros livros da série em mãos, pois ler um livro do meio da série e não saber se é continuação ou se vai continuar depois é muito ruim. Sendo assim, vou esperar.

    ResponderExcluir
  30. Nossa esse livro me deu medo sahsausha Eu ainda estou em duvida se Danielle Burton tem muita sorte, ou muito azar, pois tudo acontece perto dela, mas nada acontece com ela, por que será?! Fiquei muito curiosa para ler esta literatura, gostei bastante da resenha, parabéns!

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.