31/10/2011

Resenha - Identidade Roubada


Nome: Identidade Roubada
No Original: Still Missing
Autor (a): Chevy Stevens
Páginas: 256
Editora: Arqueiro
Comprar: Submarino - Siciliano - Saraiva - Fnac
Sinopse: Era para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direcão. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.
Olhei esse livro no Submarino e no Skoob meses atrás, mas não tive coragem de comprar. Sabia que a história seria chocante e muito forte. Deixei de lado. Porém essa semana minha mãe em uma de suas surpresas o enviou para mim. Não estava esperando ler esse livro. Sabe aqueles livros que você sabe que vai marcar? A história de Annie não só marca como fica rodando sua cabeça após a leitura. Comecei a ler na sexta e tive que parar. Pior é que foi antes de dormir e tive uma noite péssima. O livro é forte, ele estampa a crueldade e a ganância das pessoas. E principalmente mostra que ninguém está seguro. 

Era domingo e o movimento de clientes foi fraco. Annie já se preparava para ir embora quando um sujeito de boa aparência olhos claros e calça caqui pede para ver a casa. No final Annie está certa da venda, mas ao invés disso é agarrada pelos cabelos, arrastada até uma van, sedada e seu pesadelo começa. Ela acorda em uma cabana, com uma porta de aço e toda isolada acusticamente. Ela passa a chamar seu sequestrador de Maníaco. Ele é sádico e com sérios problemas mentais. Ela tinha uma rotina rígida. Só podia ir ao banheiro quatro vezes e quando era pega descumprindo essa regra era obrigada a beber água da privada, lavar a boca com água sanitária e depois escovar os dentes vinte vezes. Era estuprada toda noite depois que o Maníaco dava banho nela. Ele só conseguia estuprá-la se ela gritasse de medo e pavor. No começo ela pensou que conseguiria evitar ficando muda, calada, só que com medo dele sequestrar sua amiga ela cedeu. Ela engravidou no cativeiro e quando teve o bebê a rotina mudou. Toda atenção que ela dava a menina o Maníaco achava ruim. Até que ele a matou. E isso desencadeou uma reação que ele não esperava. Como dizem nessas séries, bandido é tudo burro.

Um ano num inferno em vida, sofria todo tipo de abuso, era espancada e humilhada. Uma narrativa cortante, emocionante e revoltante. Ao mesmo tempo que você quer continuar a ler e descobrir o que acontece, você quer parar por causa do choque que aquilo causa. Ao longo das sessões na terapeuta vamos descobrindo tudo o que aconteceu. Ao início da sessão breve narrações da vida atual de Annie. A volta para casa, o rosto estampado em jornais e o olhar de pena das pessoas. O vazio, a carcaça humana que ela se tornou. O medo, o pânico. Para piorar a situação dela quando menos esperamos vem aquele fim. Inacreditável. Fiquei duplamente chocada com aquele desfecho. A verdade avassaladora por trás do sequestro.

Annie é uma personagem forte. Na situação em que se encontra é difícil não se envolver, xingar e sentir aperto no peito a cada página, a cada sessão. É marcante demais. Depois desse livro acho que nunca mais saio de casa sem um spray de pimenta. A autora está de parabéns. Não sei como ela conseguiu escrever uma história assim, que pesa em todos os sentidos. A narrativa é vívida, coerente e bem medida, nada é demais. Um livro emocionante, triste e que vale muito a pena. A capa é meio fosca, meio brilhante. As letras e a folha são ótimas. É um thriller diferente, que você não consegue parar de ler.

22 comentários:

  1. Realmente esse livro é muito marcante, mas foi uns dos únicos que achei muito realista e adorei o modo de escrita da autora. A resenha ficou ótima. Agora fico no aguarde do lançamento do novo livro dessa autora.

    Abraços
    http://entrepaginasdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ah não. Esse não me deu vontade de ler. Não consigo. É muito terror e ai eu fico cismada, e não consigo ler. Leio para distrair então não. Não. :x Cada vez mais lindo seu blog. Bjo

    ResponderExcluir
  3. Olá! ;D

    Venho te convidar para conhecer o mais novo livro de minha autoria: O POMO DE OURO.

    SINOPSE: Henrique foi instruído nos mistérios da Maçonaria desde criança e tornou-se um bom Mestre Maçom. Entretanto, por ocasião dos atentados ao World Trade Center, no dia 11 de setembro de 2001, Henrique descobriu coisas tão perturbadoras que fizeram ele se afastar da Maçonaria e isolar-se do mundo, até que sua amiga Eva Cristina foi procurá-lo para ajudá-la a decifrar um código que o pai dela havia deixado numa carta antes de falecer em suas explorações arqueológicas. A partir daí, Henrique se vê obrigado a usar de seus conhecimentos secretos da Maçonaria para ajudar Eva a encontrar e devolver a quem de direito um objeto do qual depende o futuro da humanidade: o pomo de ouro.

    Com uma narrativa dinâmica e envolvente para uma trama repleta de mistério, aventura e reviravoltas, o leitor é apresentado a uma série de contradições envolvendo os atentados de 11 de setembro, se torna conhecedor das mentiras da Igreja Católica e dos mais finos mistérios da Maçonaria, além de ficar a par da interpretação contundente de um conjunto de profecias que parece estar se concretizando a todo o momento em nosso tempo.

    Realidade? Ficção? O Pomo de Ouro é a leitura mais intrigante, polêmica e misteriosa dos últimos tempos. Um livro único e imperdível!

    LEIA 07 CAPÍTULOS DO LIVRO GRATUITAMENTE NO BLOG:
    http://opomodeouro1.blogspot.com/

    Espero que goste da leitura.

    Um grande beijo pra você! ;D

    ResponderExcluir
  4. Apesar de não fazer muito o meu estilo acho que eu gostaria desse livro.
    Quem sabe não leio um dia né?
    Desculpe a lerdeza mais não entedi o que você me falou lá no meu blog sobre o favicon você poderia me explicar por e-mail?

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br
    leitorafashion@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Apesar de me emocionar muito facil com tudo, tenho vontade de ler esse livro. A história marcante e o sofrimento devem por muita gente pra refletir.
    A minha proxima compra vai me deixar com uma duvida cruel.

    ResponderExcluir
  6. Hehe, comprei, é o prximo da minha lista de leitura!

    ResponderExcluir
  7. Apesar de não fazer muito meu gênero preferido de leitura, me interessei muito por esse livro, e vi que ele tá super barato, vou atrás de comprá-lo quando puder.

    ResponderExcluir
  8. nossa que resenha, passa um pouco da angustia,

    ResponderExcluir
  9. Livros assim marca e faz a gente, reavalizar alguns pontos importantes. A resenha como sempre maravilhosa, mas senti falta daquele senso critico e de um comentário a mais sobre a capa.

    ResponderExcluir
  10. Super o meu estilo! rsrs
    Louca pra ler..

    ResponderExcluir
  11. O tipo de livro de que tenho vontade e medo de ler ao mesmo tempo...um dia, quem sabe.

    ResponderExcluir
  12. Oi..

    Gostei muito do enredo desse livro, pois, esse tipo de livro me fascina de mais.. E a capa é muito linda.. Gostei da sua resenha linda palavras...

    ResponderExcluir
  13. Nossa fiquei chocada só de ler a sinopse, muito marcante. Uma vez vi um trecho desse livro, a muito tempo nem me lembro mas lembro que me chamou bastante atenção, a capa é muito bonita e essa história bem diferente do que pensei que fosse, pensei que fosse uma história adolescente de uma garota qualquer que está a procura de algo, mas tudo isso, todo esse sofrimento me surpreendeu! Nossa nem sei se quero ler, porque só essa resenha já me veio como uma pancada.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, nunca tinha ouvido falar desse livro e estou pasma com ele. Deve ser extremamente forte. Quero muito ler e saber o que acontece. Nossa!!!

    Poucas vezes uma resenha me deixou tão interessada em ler um livro como essa. Preciso saber como isso acaba.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  15. caraca, eu ja tinha uma queda por esse livro pelo gênero dele, mas sua resenha elevou minha ansiedade nas alturas. Fiquei muito, muito curiosa pra ler, saber o pq é tão forte, como a personagem relatar as angústias que sofreu.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, e eu que fiquei espantada com tudo o que aconteceu com Lotte em "Roubada"! Fiquei até um pouco traumatizada, aquela cena horrível da concepção do bebê não saía da minha cabeça! Meu Deus... Mas esse é pior ainda, eu acho. O cara mata o bebê de Annie a sangue frio, nem se dá no trabalho de esconder isso? Eu não sei se conseguiria ler "Identidade Roubada". Coitada de Annie! Eu gosto muito de thrillers, mas pelo jeito esse é um que também não me deixaria dormir direito.

    ResponderExcluir
  17. Estou lendo esse livro e simplesmente é impossível parar, vc fica pensando o que vai acontecer agora e como ela consegue escapar afinal... é um livro forte que mostra bem o quão cruel alguém pode ser
    Enfim parabéns pela resenha, se já não tivesse começado provavelmente começaria depois de lê-la

    ResponderExcluir
  18. Poxa, que resenha! amei cada pedacinho dela. Me fez ficar com muita vontade ler o livro e darei um jeito de fazer isso em breve. a capa é linda.

    ResponderExcluir
  19. Rapaz, pela sua resenha, quase chorei de angustia, desprezo, raiva, por pessoas que se sentem donas de outras pessoas, a ponto de fazer isso, acho um absurdo, realmente o livro é muito marcante, angustiante, sofredor, não sei se devo chorar ou gritar por todo esse sofrimento que ela pensou, não sei como a autora conseguiu transmitir toda essa emoção, esse suspense, esse verdadeiro terror, ela está de parabéns, e que ótima resenha, maravilhosa, se o livro mexeu com você, imagine com muitas mulheres e homens que leram esse livro, vou atrás deste livro para lê-lo.
    :)

    ResponderExcluir
  20. Eu não me lembro ter lido algo do gênero. Gostei da sua resenha.Vou ver se eu leio algo do gênero,mas não sei se este livro.

    ResponderExcluir
  21. Ganhei o livro e li, não vou contar o final, mas o que....fez com ela é incompreensível, fiquei com muita raiva e indignada no final do livro, as pessoas em que você mais confia, acaba sendo o mentor(a) de todo o sofrimento, o que ela passou é de arrepiar e amedrontar...Recomendo a leitura para todos...

    ResponderExcluir
  22. Só por ler a resenha fiquei angustiada, credo não sei se conseguiria ler um livro tão forte, não sou muito forte emocionalmente rsrsr, mas por outro lado a curiosidade é de matar. quero saber o que está por trás do sequestro!!

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.